Com ouro na natação, Brasil reassume vice-liderança de medalhas no Pan

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Agência Brasil

7 de agosto de 2019

Uma semana depois de encerrar a participação no Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul, com sete medalhas, a natação brasileira estreou com força total no primeiro dia da modalidade no Pan de Lima. Foram aos todo seis medalhas no centro aquático da capital peruana: três de ouro (João Gomes, Leonardo de Deus e equipe masculina), duas pratas (Fernando Scheffer e equipe feminina) e um bronze (Luiz Altamir Melo). Com tantos triunfos, o Brasil voltou a ocupar a vice-liderança com 89 medalhas (27 ouros, 22 pratas, e 40 bronzes). O primeiro lugar permanece com os Estados Unidos, que soma 158 medalhas (63 ouros, 51 pratas, e 44 bronzes).

O capixaba João Gomes, de 33 anos, estreante nos Jogos Pan-americanos, foi o primeiro a subir no lugar mais alto do pódio: veterano, ele faturou o ouro ao vencer a prova de 100m peito ao concluir em 59s51. A prata e o bronze, respectivamente, ficaram com os norte-americanos Cody Miller (59s57) e Kevin Cordes (1min00s36). A conquista teve um sabor especial para o capixaba João Gomes, que não pôde competir no último Pan, em Toronto, devido a um caso positivo de doping.

O Brasil também dominou a prova do revezamento 4x100m masculino, com direito a recorde pan-americano e o hexacampeonato. A equipe formada por Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Spajari completaram a prova em 3min12s61. Os Estados Unidos foram prata com a marca de 3min14s49 e o México levou o bronze, com 3min17s70. Foi o sexto título seguido no Brasil no revezamento em Jogos Pan-Americanos, e Bruno Fratus também esteve presente nas conquistas de 2011 e 2015.

Esta madrugada foi dourada para o sul-mato-grossense Leonardo de Deus: ele se tornou tricampeão consecutivo da prova dos 200m estilo borboleta. O brasileiro chegou em primeiro lugar (1min55s86),deixando para trás o norte-americano Samuel Pomajevich (1min57s35) e o colombiano Jonathan Gómez (1min57s75).

Outro destaque foi a equipe feminina no revezamento 4x100m livre. Etiene Medeiros, Larissa Martins de Oliveira, Manuella Lyrio e Daynara de Paula asseguraram a prata com o tempo de 3min40s39, atrás da equipe norte-americana (3min39s59), que faturou o título. O bronze ficou com a equipe do Canadá (3min41s01).

E fechando a madrugada, faltou pouco para o brasileiro Fernando Scheffer levar o ouro na prova dos 400m livre masculino. O gaúcho liderou boa parte da disputa, mas nos 100m finais, foi superado pelo norte-americano Andrew Abruzzo (3min48s41). Scheffer chegou em segundo lugar (3min49s60), e Luiz Altamir Melo, natural de Roraima, ficou com o bronze (3min49s91).

Primeiro ouro no Tênis de Mesa

Na disputa de duplas masculinas, deu Brasil contra a Argentina: 4 a 2, depois de um confronto emocionante. Do lado verde e amarelo estava o número seis do mundo, o carioca Hugo Calderano, e o paulista Gustavo Tsuboi, atual 32º no ranking mundial. Do lado dos hermanos, Gastón Alto (atual 176º) e Horacio Cifuentes (91º).

A dupla brasileira saiu na frente, vencendo com tranquilidade o primeiro set, mas foi atropelada no início da parcial seguinte: os argentinos chegaram a abrir 8x0 de vantagem. Os brasileiros correram atrás, e até conseguiram empatar em 12 a 12, mas foram os argentinos que fecharam o set, e igualaram o placar 1x1. Confiante, a dupla argentina também levou o set seguinte, e virou o placar: 1x2 para os hermanos. O time verde e amarelo reagiu, e arrancou o empate: 2x2. O quinto set, foi um dos mais acirrados, mas Calderano e Tsuboi levaram a melhor e passaram a frente no placar: 3x2. A definição da partida veio nos pontos finais do sexto set, com ataques precisos de Calderano e Tsuboi: os brasileiros fecharam na frente por 12 a 10 e sacramentaram a vitória por 4 sets a 2, que garantiu o título e a medalha de ouro.

Chances de medalhas nesta quarta

O segundo dia de provas de pista do Atletismo – ontem o Brasil conquistou um ouro e dois bronzes – promete muita emoção. As disputas começam a partir das 16h. Entre os brasileiros estão Paulo André e Rodrigo Nascimento Pinto na disputa dos 100m rasos. No arremesso do peso, o catarinense Darlan Romani é favorito a levar o ouro.

Nas provas de natação, à tarde, o gaúcho Fernando Scheffer e o baiano Breno Correia têm grandes chances de medalhas nos 200m estilo livre.

Na esgrima, a campeã mundial Nathalie Moellhausen é favorita na espada.

E hoje também tem estreia da seleção brasileira de vôlei feminino, que inicia a busca pela quinta medalha de ouro em Jogos Pan-Americanos. O Brasil enfrenta a seleção de Porto Rico, a partir das 15h.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati