Cientistas italianos: COVID-19 se espalha de humanos para animais

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Pesquisadores italianos confirmaram a suposição de que as pessoas podem infectar seus animais de estimação com o coronavírus.

Os cientistas chegaram a essa conclusão depois de examinar 540 cães e 277 gatos nas fazendas do norte da Itália, principalmente na Lombardia. Esses animais viviam com infectados ou em áreas particularmente afetadas pela epidemia. Anticorpos foram encontrados em 3,4% dos cães e 3,9% dos gatos.

Ainda é desconhecido se é possível infectar humanos de cães e gatos. Segundo Thomas Mettenleiter, chefe do Instituto Friedrich Loeffler em Greifswald, Alemanha, cães e gatos ainda não tiveram nenhum papel na disseminação do vírus SARS-CoV-2. A transmissão de humano para humano continua sendo o fator decisivo.

A Itália é um dos países mais afetados pelo coronavírus na Europa. Até o momento, foram registrados mais de 248 mil casos, mais de 35 mil pessoas morreram e 200 mil se recuperaram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com