China: epidemia do coronavírus derruba bolsas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

AFP

3 de fevereiro de 2020

Depois de um período prolongado de férias de 10 dias após o Ano Novo chinês, as bolsas da China reabriram hoje e acabaram fechando o dia em queda. A bolsa de Xangai, por exemplo, caiu 7,72%, a queda mais expressiva em quase 5 anos.

A queda das bolsas chinesas se deve ao medo do impacto econômico da epidemia causada pelo coronavírus, apesar do governo ter anunciado ontem que injetaria 175 bilhões de dólares no mercado para incentivar a Economia. A cidade de Wuhan, epicentro da doença, é um mercado de 11 milhões de pessoas que está em quarentena, por exemplo.

Outras bolsas ao redor do mundo também têm registrado baixas devido à epidemia, que matou 361 pessoas na China.

Notícia Relacionada

Coronavírus: China injetará bilhões para recuperar economia

Fontes

Bolsa de Xangai desaba 7,72%, queda mais expressiva em quase 5 anos, AFP, 03 de fevereiro de 2020.

Coronavírus infecta os mercados na China e derruba Bolsas, AFP, 03 de fevereiro de 2020.


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com