Cerca de 500 manifestantes presos na Bielorrússia no fim de semana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de setembro de 2020

A polícia na Bielorrússia prendeu no último fim de semana cerca de 500 manifestantes, enquanto os protestos contra Aleksandr Lukashenko continuam no país.

O Ministério do Interior do país disse que 150 pessoas foram presas no sábado e outras 350 no domingo, informou a Associated Press. Protestos ocorreram em 22 cidades. Cerca de 100.000 manifestantes foram às ruas em Minsk.

O centro de direitos humanos Viasna disse que as manifestações não foram reprimidas tão duramente como as anteriores, quando a polícia usou gás lacrimogêneo, cassetetes e balas de borracha para dispersar a multidão.

Svetlana Aleksievich, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura 2015, partiu para a Alemanha na segunda-feira. Outro membro da oposição, Maksim Znak, foi preso no início deste mês e fez greve de fome desde 18 de setembro.

Tanto os Estados Unidos quanto a União Europeia disseram que as eleições não foram livres e justas. Muitos países europeus se recusaram a reconhecer Lukashenko após sua posse.

Fontes

Ligação a um site em russo В Беларуси за выходные арестовано около 500 демонстрантовVOA, 29 de setembro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com