COVID-19: Brasil registra apenas 140 mortes em três dias

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de maio de 2020

Foto meramente ilustrativa

O Ministério da Saúde (MS) atualizou horas atrás os números referentes à pandemia de Covid-19 no Brasil e fez questão de enfatizar: do total de 615 mortes notificadas nas últimas 24 horas, apenas 140 ocorreram nos últimos três dias. "Nas últimas 24 horas foram registrados 10.503 casos novos e 615 novos óbitos, sendo que a maior parte é referente a outros períodos, mas foi inscrita de ontem para hoje", enfatizou o órgão em seu website. Ontem também, o MS, ao anunciar 600 mortes, havia comunicado que várias delas haviam acontecido em outras datas, que não nas 24 horas anteriores. "Assim, nas últimas 24h ocorreram, de fato, 76 óbitos", escreveu o órgão, ao revisar hoje o texto divulgado ontem.

No entanto, estas 615 mortes notificadas hoje elevaram o total para 8.536 óbitos, fazendo com que o Brasil figure agora em 6º lugar no ranking mundial de casos fatais divulgado pela Johns Hopkins University (JHU), deixando para trás a Bélgica, com 8.339.

Segundo o MS, hoje São Paulo concentra a maior parte das notificações, com 37.853 casos e 3.045 mortes, enquanto o Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, com 13.295 casos e 1.205 óbitos. Já o estado do Mato Grosso do Sul é o que registra menos notificações, com 288 confirmações de casos e dez mortes.

Cenário não é promissor

Apesar de 140 mortes ser pouco para três dias - uma média de 46 por dia, quando entre os dias 01 e 03 de maio esta média era de 308 - a Fundação Osvaldo Cruz não tem em vista um cenário promissor para as próximas semanas e emitiu uma nota ainda hoje, em resposta ao Ministério Público do Rio de Janeiro, alertando para a necessidade de medidas mais extremas no estado, como o lockdown. Ontem a Fundação também havia anunciado que existe "uma preocupante tendência à interiorização da epidemia de Covid-19, que está chegando de forma acelerada aos municípios de menor porte do país". "Nas últimas semanas 44% das cidades médias (20 mil e 50 mil) passaram a contar com casos de Covid-19", escreveu a instituição em seu website.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com