Brasil é ouro na canoagem, velocidade e no triatlo revezamento misto

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de julho de 2019

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O baiano Isaquias Queiroz superou a difícil estreia no último sábado (27), nos Jogos Pan-americanos de 2019, em Lima, quando o parceiro Erlon Souza sofreu um mal súbito durante a disputa de duplas (C2 1000). O medalhista olímpico pegou a dianteira nos primeiros 500m na prova C1 10000.

Em segundo lugar, com a prata, ficou o cubano, com o tempo de 3m48s57; e em terceiro, o canadense Drew Hodges, que levou o bronze, com 3m58s454.

Foi a quarta medalha de Isaquias Queiroz em Jogos Pan-americanos, e a única no Pan de Lima. Mais cedo, outro canoísta brasileiro, Vagner Souta ganhou o bronze, na prova K1 1000, com o tempo de 3m35s960. O vencedor da prova foi o argentino Augustín Vernice com o tempo de 3m31s995.

Domingo

Na noite de domingo (28), o lutador paraibano Edival Marques, o Netinho, de 21 anos, conquistou o ouro no taekwondo, na categoria 68 kg, depois de uma final emocionante contra o dominicano Bernardo Pie.

O desempenho brasileiro na ginástica artística masculina também foi excepcional. A equipe brasileira, formada pelos ginastas Arthur Zanetti, Arthur Nory Mariano, Caio Souza, Chico Barreto e Luis Porto, ficou em primeiro lugar e conquistou o ouro, com um total de 250,450 pontos.

Os brasileiros deixaram para trás os Estados Unidos, que totalizaram 249,400 pontos e ficaram com a prata. Terceiros colocados, os canadenses levaram o bronze (246,725).

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com