Bolívia estreia padrão eleitoral biométrico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

17 de outubro de 2009

Evo Morales

O processo de padronização realizado pelo Órgão Eleitoral Plurinacional (OEP) da Bolívia culminou esta semana com quase cinco milhões de registrados. Esta incomum medida de depuração completa dos padrões eleitorais, havia sido imposta pela oposição ao executivo conduzido por Evo Morales para retardar as eleições, que finalmente serão realizadas em dezembro.

Este procedimento iniciado em 1 de setembro, finalizou-se em 15 de outubro com a incorporação de quase 5 milhões de bolivianos ao padrão, uma depuração ampla com a aparição de milhares de pessoas que não estavam cadastrados previamente e que aumentam consideravelmente a taxa de eleitores para os comícios de 6 de dezembro.

A novidade desta padronização é que incluiu cidadãos bolivianos residentes no exterior. Uns 3 milhões de bolivianos vivem fora do país. A Corte Nacional Eleitoral dispôs que o procedimento de padronização biométrico está disponível em somente quatro países estrangeiros: Argentina, Brasil, EUA e Espanha. Destes, Argentina é o país que reúne uma comunidade boliviana maior.

Boa parte das pesquisas eleitorais tendo em vista a dezembro mostram a vitória quase segura do atual presidente de origem indígena Evo Morales, na fórmula integrada por seu atual vice-presidente, Álvaro García Linera.


Fontes


Compartilhe em Menéame Facebook Twitter Digg.com Fresqui Newsvine Share on delicious MySpace Reddit Identi.ca