Aumento de 91% dos parlamentares do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de dezembro de 2006

Brasil — Aumento de 91% no salário dos parlamentares do Brasil está provocando reações em toda a sociedade brasileira. Com o reajuste, todos os deputados e senadores (até mesmo os que respondem às acusações de sanguessugas e mensaleiros) passam a receber R$ 24.500 em vez dos R$12.800 a que tinha direito anteriormente, além dos custos indiretos como moradia e apoio administrativo, que podem elevar o salário a mais de R$ 100 mil. STF (Supremo Tribunal Federal) derruba o aumento alegando que o aumento só poderia ser feito com um decreto do legislativo.[1][2][3]

Impacto político

O aumento é considerado abusivo e vem provocando um grande indignação em todos os setores da sociedade. A indignação pública levou muitos parlamentares a mudarem de idéia quanto ao aumento de salário. A Câmara e o Senado agora se dividem entre quem defende que o salário continue como está (representados pelo PV e PSOL), aqueles que defendem o reajuste de 28%, que corresponde ao aumento da inflação em 4 anos (PT, PSDB, entre outros) e os que ainda não têm posição oficial, mas já não cogitam mais o aumento de 91% (PMDB, PFL, entre outros).

Referências

Fontes