Atualização de vítimas na Ucrânia: vítimas civis excedem 1.200

7 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O número de vítimas civis na Ucrânia desde o início do ataque militar russo em 24 de fevereiro até domingo, 6 de março, chega a 1.207, 406 mortos e 801 feridos, segundo o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH).

Dos 406 mortos, 77 homens, 45 mulheres, 8 meninos e 4 meninas, além de 15 crianças e 257 adultos cujo sexo ainda é desconhecido.

Entre os 801 feridos estão 72 homens, 51 mulheres, 11 meninas e 2 meninos, além de 29 crianças e 636 adultos cujo sexo ainda é desconhecido.

A repartição geográfica das vítimas é a seguinte: Nas regiões de Donetsk e Luhansk: 528 vítimas (93 mortos e 435 feridos). Em território controlado pelo governo: 394 baixas (70 mortos e 324 feridos). Em território controlado pelas autoproclamadas 'repúblicas': 134 baixas (23 mortos e 111 feridos).

Em outras regiões da Ucrânia (cidade de Kiev e regiões de Cherkassy, ​​Chernihiv, Kharkiv, Kherson, Kiev, Mykolaiv, Odessa, Sumy, Zaporizhzhia e Zhytomyr), que estavam sob controle do governo quando ocorreram baixas: 679 baixas (313 mortos e 366 feridos).

A maioria das baixas civis registradas foi causada pelo uso de armas explosivas com ampla área de impacto, incluindo artilharia pesada e múltiplos sistemas de lançamento de foguetes, mísseis e ataques aéreos, de acordo com o ACNUDH.

O órgão da ONU acredita que os números reais são consideravelmente maiores, especialmente em território controlado pelo governo e principalmente nos últimos dias, pois as informações foram atrasadas de alguns locais onde ocorreram intensas hostilidades e muitos relatórios ainda não foram confirmados.

Isso afeta, por exemplo, a cidade de Volnovakha, onde há relatos de centenas de vítimas civis. Esses números estão sendo corroborados e não estão incluídos nas estatísticas acima.

Fontes