Ataque de rebeldes no Níger deixa ao menos 100 mortos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Um ataque de rebeldes deixou ao menos 100 pessoas mortas nas aldeias de Tchombangou e Zaroumdareye, perto da fronteira do Níger com o Mali, após a divulgação do resultado das eleições presidenciais ontem.

Inicialmente se estimava 50 mortes, número que depois passou para 70 e atualmente para mais de 100.

Ataques são comuns nesta região, no sudoeste do país, onde atuam extremistas do Mali. Já no sudeste, perto da fronteira com a Nigéria, as lutas são com os jihadistas do Boko Haram. A área atacada, para onde os extremistas vão de bicicleta, "tem se caracterizado pelo seu alto nível de insegurança", escreveu o Africanews, ainda explicando que o Níger, "um dos países mais pobres do mundo, abalado por numerosos golpes de estado, nunca experimentou uma sucessão democrática entre dois presidentes desde a independência em 1960".

O secretário-geral da ONU expressou condolências às famílias dos mortos, ao povo e ao governo do país em seu Twitter.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit