Arábia Saudita: Guindaste cai na mesquita e mata 107 pessoas em Meca

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arquivo de foto dos peregrinos na Grande Mesquita de Meca, em 2008.
Imagem: Al Jazeera English.
Os peregrinos a Meca.

11 de setembro de 2015

Uma tempestade ocorrida hoje à tarde (sexta-feira, 11), causou a queda de grua do guindaste sob a Grande Mesquita Masjid al-Haram em Meca, causando muitas mortes e feridos. A grua que sustentava era pesado e o acidente ocorreu por volta das 17hs45min, pouco antes 18:30 sexta-feira oração (hora local na Arábia Saudita). Inicialmente, a queda matou 65 e feriu 80 pessoas, mas horas depois, o número de mortos e feridos aumentou.

De acordo com a Autoridade de Defesa Civil do país, a queda da grua matou 107 e feriu 238. O diretor Autoridade de Defesa Civil, o general Suleiman al-Amr, em declarações à televisão al-Ikhbariya, disse: "Todos aqueles que foram feridos e os mortos foram levados ao hospital. Não há vítimas deixadas no local".

De acordo com as conclusões iniciais, a grua de uma construção próxima caiu na Grande Mesquita por causa do mau tempo. De fato, fortes rajadas de ventos fortes e chuvas pesadas sacudiram a região antes da queda do guindaste, que levaram a grua a cair. A máquina de construção se desequilibrou e perfurou o telhado do edifício religioso, a cair sobre os fiéis e trabalhadores. Testemunhos sugerem que um raio teria atingido o guindaste e provocou sua queda.

Diversas fotos divulgadas que circularam nas redes sociais mostram o local com corpos deitados no chão de dezenas de fiéis ensanguentados e diversos destroços espalhados.

Grande Mesquita Masjid al-Haram

O acidente da grua do guindaste ocorre num momento em que a Grande Mesquita Masjid al-Haram estava relativamente desaglomerada. "Se tivesse acontecido uma hora mais tarde, teria sido muito pior", Khaled Al-Maeena, editor em geral da Saudi Gazette, disse. "Se tivesse acontecido cinco horas mais cedo ou quatro horas antes, eu acho que o número de mortos teria sido mais de mil."

O acidente vem apenas dez dias antes do início do período Hajj ("peregrinação", em árabe), viagem anual das milhões de pessoas à Meca, o local mais sagrado do Islão. Como passando por uma peregrinação a Meca é um dever obrigatório religioso para todos os muçulmanos, como um dos cinco pilares do islamismo, desde fisicamente e financeiramente possível, milhões de peregrinos chegam a Meca.

A Grande Mesquita é geralmente lotada na sexta-feira, um dia semanal de descanso e oração para os muçulmanos. A construção estava em curso na mesquita, a fim de ampliar a mesquita e melhorar o controle de multidão (que tem sido um problema recorrente durante as peregrinações de Meca), com capacidade de acomodar até 2,2 milhões de fiéis.

A agência de notícias estatal saudita Saudi Press Agency (SPA) informou que 800.000 peregrinos já havia chegado na Arábia Saudita hoje.

O governador regional de Meca, o príncipe Khaled Al-Faisal, ordenou a abertura imediata de uma investigação sobre o incidente.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati