Apoiadores de Trump são enganados a se juntarem a 'Comunistas Gays para o Socialismo' no Facebook

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Milhares de apoiadores de Donald Trump se encontraram involuntariamente em um grupo no Facebook chamado "Comunistas Gays para o Socialismo", depois de serem enganados por seus criadores para se juntarem ao que eles achavam ser um grupo eleitoral pró-Trump.

Na quinta-feira, um grupo no Facebook chamado "Stop the Steal", uma referência às falsas alegações do presidente de que Joe Biden está "roubando" a eleição dos Estados Unidos, foi desativado pela rede social por desinformação depois de ganhar mais de 350.000 membros. Outros grupos surgiram em seu lugar, incluindo um segundo grupo "Stop the Steal" que atraiu mais de 40.000 pessoas do grupo original.

Mas menos de 24 horas depois, um administrador do grupo mudou seu nome para "Comunistas Gays para o Socialismo" sem explicação, confundindo os novos membros.

Dezenas de postagens de apoiadores irritados e confusos de Trump perguntaram: "O que aconteceu para parar o roubo?" e, "Por que esse grupo é chamado de comunistas gays para o socialismo?", enquanto outros exigiam: "Tire-me desta página !!!!!!

Um administrador ainda trollou seus membros dizendo-lhes que a mudança de nome havia sido feita para evitar que o Facebook o reprimisse, e mais tarde disse que o grupo pode ter sido hackeado pelo próprio Facebook. "Estivemos no telefone e trocando mensagens com o Facebook tentando chegar ao fundo disso" – uma piada clara, já que o Facebook não tem um número de telefone de atendimento ao público.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com