Ao menos um morto em Honduras durante um protesto político

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aristóteles
Outras notícias sobre política


23 de setembro de 2009

Tegucigalpa, Honduras


Pelo menos uma pessoa morreu durante um confronto entre a polícia e simpatizantes do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, por disparos da força de segurança, por enquanto apenas 5 manifestantes foram feridos. É a primeira vítima mortal nesse país desde o retorno do presidente deposto à capital do país. A vítima é uma pessoa do sexo masculino de aproximadamente 65 anos de idade, e o fato ocorreu no distrito Flor de Campo, nessa terça-feira à noite. Zelaya declarou que pode haver mais mortos, poderiam ser até seis. Por outro lado, as autoridades policiais confirmaram que outra pessoa, um estudante, faleceu num hospital.

O governo anunciou a suspenção do toque de recolher imposto por três dias e a partir das 6h00 (horário local) de hoje, os cidadãos retornam a suas atividades cotidianas.

Zelaya acusou o governo de bombardear a embaixada do Brasil com produtos químicos e sinais elétricos de alta frequência que estão afetando a saúde de todos os ocupantes, em cerca de cem pessoas. Outras cento e sessenta optaram por abandonar o prédio.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati