Acesso à internet parcialmente restaurado na Bielorrússia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de agosto de 2020

Na manhã de 12 de agosto, muitos residentes de Minsk e outras regiões da Bielorrússia conseguiram reconectar a internet.

Foi retomado o acesso às redes sociais e mensageiros, ao buscador Google, bem como à mídia estrangeira — a agência russa TASS e estadunidense The New York Times.

As interrupções no acesso à internet na Bielorrússia começaram na manhã de 9 de agosto, dia das eleições presidenciais. A maioria dos sites e serviços permaneceram inacessíveis nos dias seguintes, quando ocorreram protestos em massa.

Em 9 de agosto, uma votação ocorreu na Bielorrússia. De acordo com dados da Comissão Eleitoral Central, Lukashenko obteve 80,23%, dos votos. O comparecimento foi de 84,23% — 5,79 milhões de pessoas participaram da votação.

Na noite do mesmo dia, eclodiram motins em Minsk e em várias outras regiões do país. Na capital, vários confrontos ocorreram entre manifestantes e policiais. Os protestos já duram 3 noites.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com