Abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro 2016

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

5 de agosto de 2016

A abertura oficial dos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 iniciou às 20h, no Estádio Jornalista Mário Filho, o Estádio do Maracanã, com duração prevista de quatro horas.

Antes do começo da festa, o público fez olas na arquibancada do Maracanã, gritou "Brasil" e bateu palmas. Pouco minutos do início do evento, ainda era possível avistar cadeiras vazias no estádio, que tem capacidade para 74.738 pessoas.

O cantor e compositor Paulinho da Viola cantou o Hino Nacional e emocionou o público presente. Ao violão, o cantor foi acompanhado por uma orquestra de cordas.

Segundo os organizadores, a apresentação vai incluir dança, música, luzes, fogos de artifício, história e apresentação de celebridades, além do tradicional desfile das delegações. O primeiro país a desfilar foi a Grécia, e, em seguida, os outros países entram em ordem alfabética. O time dos refugiados é o penúltimo e o Brasil será a última delegação a desfilar.

A festa conta com direção dos cineastas Fernando Meirelles e Andrucha Waddington. De acordo com a assessoria de imprensa da Rio 2016, Fernando Meirelles e a produtora Daniela Thomas criaram a cerimônia com um décimo da verba que Danny Boyle teve para fazer a abertura nos Jogos de Londres 2012.

Os presidentes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, e do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, devem fazer discursos durante a cerimônia, que também conta com a participação do presidente interino Michel Temer.

Evento

A cerimônia de abertura iniciou exaltando uma das principais características do Rio de Janeiro: a combinação entre áreas verdes e urbanas. A cidade possui duas grandes reservas ambientais, a Floresta da Tijuca e o Parque Estadual da Pedra Branca, e imagens aéreas mostraram a proximidade desses espaços em um videoclipe com a música Aquele Abraço, cantada por Luiz Melodia, que o público acompanhou nos versos mais famosos.

Após a projeção das primeiras imagens, foi anunciado o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach. Pelo protocolo, estava previsto também o anúncio do presidente interino Michel Temer, o que não ocorreu.

O cantor Paulinho da Viola emocionou o público com uma interpretação do Hino Nacional em um palco inspirado nas formas do arquiteto Oscar Niemeyer. Ao violão, o cantor foi acompanhado por uma orquestra de cordas. A bandeira do Brasil foi hasteada pelo Comando de Policiamento Ambiental do Rio de Janeiro e 60 bandeiras foram carregadas por 50 atletas iniciantes e estrelas do esporte como Virna, Robson Caetano, Maureen Maggi e Flávio Canto.

A festa seguiu com uma homenagem ao "espírito da gambiarra", definido pelos organizadores como "o talento para fazer algo grande a partir de quase nada". Nessa parte da abertura, a arte geométrica brasileira foi homenageada, como referências a Athos Bulcão, geometria indígena, estampas africanas e azulejos portugueses. As duas mensagens mais importantes da cerimônia, a paz e a sustentabilidade, vieram logo em seguida, com a transformação do símbolo da paz em uma árvore.

Logo depois, a cerimônia voltou no tempo, ao nascimento das imensas florestas que cobriam o Brasil na chegada dos portugueses. Do começo da vida, a homenagem avança até a formação dos povos indígenas, cuja entrada foi representada por 72 dançarinos das duas grandes agremiações do Festival de Parintins, os Bois Caprichoso e Garantido.

A chegada dos europeus em caravelas, o desembarque forçado dos africanos escravizados e a migração de árabes e orientais ao país foi representada após, com pessoas que descendem de cada um desses grupos.

Grupos de parcour atravessaram o palco e pularam sobre telhados de prédios na parte da cerimônia que destacou a urbanização do Brasil contemporâneo, concentrada em grandes cidades. Ao som do clássico Construção, de Chico Buarque, acrobatas desafiaram as fachadas dos prédios e montaram uma parede, de trás da qual o avião 14 Bis saiu ao som de Samba do Avião, com um ator interpretando o inventor Santos Dumont.

O avião voou pelo Maracanã e a bossa nova continuou a dar o tom da festa com a exaltação das curvas do Rio de Janeiro, que inspiraram Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Oscar Niemeyer e o paisagista Roberto Burle Marx.

Giselle Bündchen interpretou a Garota de Ipanema e desfilou no Maracanã, enquanto Daniel Jobim, neto do maestro, tocava o clássico. Por onde passava, Giselle desenhava curvas que formavam obras de Niemeyer, como a Igreja da Pampulha e a Catedral de Brasília.

Depois de Ipanema, as favelas foram representadas com um show de ritmos como o samba e o funk, que reuniu as cantoras Elza Soares, que interpretou o Canto de Ossanha, e Ludmilla, com o RAP da felicidade ao lado de dançarinos de passinho. O rapper Marcelo D2 e o cantor Zeca Pagodinho simularam um duelo de ritmos, representando a diversidade da música do Rio de Janeiro.

A partir daí, a importância dos negros na cultura brasileira ganhou destaque com as rappers Karol Conka e McSofia, de apenas 12 anos. Manifestações culturais como o maracatu, os bate-bolas e o bumba-meu-boi também dividiram o espaço no palco do Maracanã e o treme-treme, do Pará, foi representado pela Gang do Eletro.

A diversidade era representada no palco em tom de disputa até que a conciliação veio com Jorge Ben Jor e a frase: "Vamos procurar as semelhaças e celebrar as diferenças". O cantor foi a atração seguinte, com o sucesso País Tropical, dançado por mais de mil bailarinos do baile charme de Madureira, festa tradicional na zona norte do Rio de Janeiro. O público cantou de pé trechos da canção.

Bandeiras

Participar da Olimpíada é uma honra para todos os atletas e ganhar uma medalha é uma condecoração maior ainda. Fora as competições, outro momento de glória para o atleta é poder carregar a bandeira de seu país na cerimônia de abertura.

Após mostrar com muita luz, cor e música a diversidade cultural do Brasil, a temática do espetáculo de abertura da Rio 2016 mudou e abordou as mudanças climáticas que o país e o mundo enfrentam. A emissão de gases de efeito estufa, o degelo dos polos, a elevação do nível do mar e o aumento da temperatura entraram em cena para alertar por um mundo mais sustentável.

Nessa parte da festa, as atrizes Fernanda Montenegro e Judy Dench recitaram o poema A Flor e a Náusea, enquanto telões apontavam o reflorestamento como um caminho.

Em seguida, começou o desfile dos 12 mil atletas de 207 delegações participantes dos jogos olímpicos. São 206 países e o time dos refugiados olímpicos. O primeiro país a desfilar foi a Grécia, que tradicionalmente abre essa parte da cerimônia. Em, seguida, as delegações começaram a entrar em ordem alfabética. O público aplaudiu de pé a entrada dos atletas.

Os americanos entram no estádio liderados pelo nadador Michael Phelps, os britânicos elegeram o tenista Andy Murray e os argentinos, o jogador de basquete da NBA Luis Scola. O tenista Rafael Nadal carregou a bandeira da Espanha e a porta-bandeira do time dos refugiados foi Rose Nathike Lokonyen, do Sudão do Sul, que disputará a prova de 800 metros no atletismo.

Lista

No total, 207 delegações participantes dos Jogos Olímpicos desfilaram - que representam 206 países e o time dos refugiados olímpicos. O primeiro país a desfilar foi a Grécia, que tradicionalmente abre essa parte da cerimônia. Em seguida, as delegações começaram a entrar em ordem alfabética. O Brasil foi o último por ser a sede dos jogos.

Todos os atletas que participam da cerimônia de abertura receberam uma semente ao entrar no campo. Essas sementes, de 207 espécies, serão plantadas no local em que hoje está instalado o Parque Radical, no Complexo Esportivo de Deodoro, onde será criada a Floresta do Atletas.

Veja a lista completa divulgada pelo Comitê Olímpico Internacional:

  • Grécia - Sofia BEKATOROU - Vela
  • Afeganistão - Mohammad Tawfiq BAKHSHI - Judô
  • África do Sul - Wayde VAN NIEKERK - Atletismo
  • Albânia - Luiza GEGA - Atletismo
  • Alemanha - Timo BOLL - Tênis de Mesa
  • Andorra - Laura SALLES LOPEZ - Judô
  • Angola - Luisa KIALA - Handebol
  • Antígua e Barbuda - Daniel BAILEY - Atletismo
  • Arábia Saudita - Sulaiman HAMAD - Judô
  • Argélia - Sonia ASSELAH - Judô
  • Argentina - Luis SCOLA - Basquete
  • Armênia - Vahan MKHITARYAN - Natação
  • Aruba - Nicole VAN DER VELDEN - Vela
  • Atletas Olímpicos Independentes - Voluntário
  • Austrália - Anna MEARES - Ciclismo
  • Áustria - Jia LIU - Tênis de mesa
  • Azerbaijão - Teymur MAMMADOV - Boxe
  • Bahamas - Shaunae MILLER - Atletismo
  • Bangladesh - Mohammad RAHMAN - Golfe
  • Barbados - Ramon GITTENS - Atletismo
  • Bareine - Farhan FARHAN - Natação
  • Belarus - Vasil KIRYIENKA - Ciclismo
  • Bélgica - Olivia BORLEE - Atletismo
  • Belize - Brandon JONES - Atletismo
  • Benin - Yemi Geoffrey Afiss APITHY - Esgrima
  • Bermudas - Tyrone SMITH - Atletismo
  • Bolívia - Angela CASTRO - Atletismo
  • Bósnia-Herzegovina - Amel TUKA - Atletismo
  • Botsuana - Nijel AMOS - Atletismo
  • Brunei Darussalam - Mohammad Fakhri ISMAIL - Atletismo
  • Bulgária - Ivet LALOVA-COLLIO - Atletismo
  • Burkina Faso - Rachid SIDIBE - Judô
  • Burundi - Olivier IRABARUTA - Atletismo
  • Butão - Karma KARMA - Tiro com arco
  • Cabo Verde - Maria ANDRADE - Taekwondo
  • Camarões - Dieudonne Wilfred SEYI NTSENGUE - Boxe
  • Camboja - Seavmey SORN - Taekwondo
  • Canadá - Rosannagh MACLENNAN - Ginástica Artística
  • Catar - Sheikh Ali AL-THANI - Hipismo
  • Cazaquistão - Ruslan ZHAPAROV - Taekwondo
  • Ilhas Cayman - Forbes RONALD - Atletismo
  • República Centro-Africana - Chloe Marie Helene SAVOUREL - Atletismo
  • Chade - Ali Taher BIBIRO - Atletismo
  • Chile - Erika OLIVERA - Atletismo
  • República Popular da China - Sheng LEI - Esgrima
  • Chipre - Pavlos KONTIDES - Vela
  • Colômbia - Yuri ALVEAR ORJUELA - Judô
  • Comores - Mohamed Andhumdine NAZLATI - Natação
  • Congo - Franck ELEMBA - Atletismo
  • República Democrática do Congo - Rosa KELEKV LUKUSA - Taekwondo
  • Ilhas Cook - Ella NICHOLAS - Canoagem
  • República da Coreia - Bongil GU - Esgrima
  • Costa do Marfim - Murielle AHOURE - Atletismo
  • Costa Rica - NERY BRENES - Atletismo
  • Croácia - Josip PAVIC - Polo Aquático
  • Cuba - Mijain NUNEZ LOPEZ - Luta Olímpica
  • Dinamarca - Caroline WOZNIACKI - Tênis
  • Djibuti - Abdi Waiss MOUHYADIN - Atletismo
  • Dominica - Yordanys DURANONA - Atletismo
  • República Dominicana - Luguelin SANTOS - Atletismo
  • Egito - Ahmad ELAHMAR - Handebol
  • El Salvador - Lilian CASTRO - Tiro Esportivo
  • Emirados Árabes Unidos - Nada ALBEDWAWI - Natação
  • Equador - Estefania GARCIA - Judô
  • Eritreia - volunteer
  • Eslováquia - Danka BARTEKOVA - Tiro Esportivo
  • Eslovênia - Vasilij ZBOGAR - Vela
  • Espanha - Rafael NADAL - Tênis
  • Estados Federados da Micronésia - Jennifer CHIENG - Boxe
  • Estados Unidos da América - Michael PHELPS - Natação
  • Estônia - Karl-Martin RAMMO - Vela
  • Etiópia - Tsgabu Gebremaryam GRMAY - Ciclismo
  • Ex-República Iugoslava da Macedônia - Anastasia BOGDANOVSKI - Natação
  • Fiji - Osea KOLINISAU - Rugby 7
  • Filipinas - Ian LARIBA - Tênis de Mesa
  • Finlândia - Tuuli PETAJA - Vela
  • França - Teddy RINER - Judô
  • Gabão - Anthony Mylann OBAME - Taekwondo
  • Gâmbia - Gina BASS - Atletismo
  • Gana - Flings OWUSU-AGYAPONG - Atletismo
  • Geórgia - Avtandili TCHRIKISHVILI - Judô
  • Grã-Bretanha - Andy MURRAY - Tênis
  • Granada - Kirani JAMES - Atletismo
  • Guam - Benjamin SCHULTE - Natação
  • Guatemala - Ana Sofia GOMEZ - Ginástica Artística
  • Guiana - Hannibal GASKIN - Natação
  • Guiné - Mamadama BANGOURA - Judô
  • Guiné Equatorial - Reina-Flor OKORI - Atletismo
  • Guiné-Bissau - Augusto MIDANA - Luta Olímpica
  • Haiti - Asnage CASTELLY - Luta Olímpica
  • Honduras - Rolando PALACIOS - Atletismo
  • Hong Kong, China - Stephanie AU - Natação
  • Hungria - Aron SZILAGYI - Esgrima
  • Iêmen - Zeyad MATER - Atletismo
  • Índia - Abhinav BINDRA - Tiro Esportivo
  • Indonésia - Maria LONDA - Atletismo
  • República Islâmica do Irã - Zahra NEMATI - Tiro com arco
  • Iraque - Waheed Abdulridha WAHEED KARAAWI - Boxe
  • Irlanda - Patrick BARNES - Boxe
  • Islândia - Thormodur JONSSON - Judô
  • Israel - Neta RIVKIN - Ginástica artística
  • Itália - Federica PELLEGRINI - Natação
  • Jamaica - Shelly-Ann FRASER-PRYCE - Atletismo
  • Japão - Kiesuke USHIRO - Atletismo
  • Jordânia - Hussein IASHAISH - Boxe
  • Kiribati - David KATOATAU - Levantamento de peso
  • Kosovo - Majlinda KELMENDI - Judô
  • República Democrática Popular do Laos - Xaysa ANOUSONE - Atletismo
  • Lesoto - Mosito LEHATA - Atletismo
  • Letônia - Maris STROMBERGS - Ciclismo
  • Líbano - Nacif ELIAS - Judô
  • Libéria - Emmanuel MATADI - Atletismo
  • Líbia - Mohamed Fuad HREZI - Atletismo
  • Liechtenstein - Julia HASSLER - Natação
  • Lituânia - Gintare SCHEIDT - Vela
  • Luxemburgo - Gilles MULLER - Tênis
  • Madagascar - Eliane SAHOLINIRINA - Atletismo
  • Malásia - Chong Wei LEE - Badminton
  • Maláui - Kefasi CHITSALA - Atletismo
  • Maldivas - Aminath SHAJAN - Natação
  • Mali - Djenebou DANTE - Atletismo
  • Malta - Andrew CHETCUTI - Natação
  • Ilhas Marshall - Mathlynn SASSER - Levantamento de peso
  • Marrocos - Abdelkebir OUADDAR - Hipismo
  • Maurício - Kate FOO KUNE - Badminton
  • Mauritânia - Jidou EL MOCTAR - Atletismo
  • México - Daniela CAMPUZANO - Ciclismo
  • Moçambique - Joaquim LOBO - Canoagem
  • República da Moldova - Nicolai CEBAN - Luta Olímpica
  • Mônaco - Brice ETES - Atletismo
  • Mongólia - Temuulen BATTULGA - Judô
  • Montenegro - BOJANA POPOVIC - Handebol
  • Myanmar - Naing Soe YAN - Judô
  • Namíbia - Jonas Junias JONAS - Boxe
  • Nauru - Elson BRECHTEFELD - Levantamento de peso
  • Nepal - Phupu Lamu KHATRI - Judô
  • Nicarágua - Rafael Antonio LACAYO PALADINO - Tiro esportivo
  • Níger - Abdoulrazak ISSOUFOU ALFAGA - Taekwondo
  • Nigéria - OLUFUNKE OSHONAIKE - Tênis de mesa
  • Noruega - Ole Kristian BRYHN - Tiro esportivo
  • Nova Zelândia - Peter BURLING - Vela
  • Omã - Hamed AL KHATRI - Tiro Esportivo
  • Países Baixos - Jeroen DUBBELDAM - Hipismo
  • Palau - Florian Skilang TEMENGIL - Luta Olímpica
  • Palestina - Mayada SAYYAD - Atletismo
  • Panamá - Alonso EDWARD - Atletismo
  • Papua Nova Guiné - Ryan PINI - Natação
  • Paquistão - Ghulam Mustafa BASHIR - Tiro Esportivo
  • Paraguai - Julieta GRANADA - Golfe
  • Peru - Francisco BOZA - Tiro Esportivo
  • Polônia - Karol BIELECKI - Handebol
  • Porto Rico - Jamie Yusept ESPINAL - Luta Olímpica
  • Portugal - João RODRIGUES - Vela
  • Quênia - Shehzana ANWAR - Tiro com arco
  • Quirguistão - Erkin ADYLBEK UULU - Boxe
  • República Popular Democrática da Coreia - Jon Wi CHOE - Levantamento de peso
  • Romênia - Catalina PONOR - Ginástica artística
  • Ruanda - Adrien NIYONSHUTI - Ciclismo
  • Federação da Rússia - Sergei TETYUKHIN - Voleibol
  • Ilhas Salomão - Jenly WINI - Levantamento de peso
  • Samoa - Mary OPELOGE - Levantamento de peso
  • Samoa Americana - Tanumafili Malietoa JUNGBLUT - Levantamento de peso
  • San Marino - Arianna PERILLI - Tiro Esportivo
  • Santa Lúcia - Levern SPENCER - Atletismo
  • São Cristóvão e Névis - Antoine ADAMS - Atletismo
  • São Tomé e Príncipe - Buly DA CONCEIÇÃO TRISTE - Canoagem
  • São Vicente e Granadinas - Kineke ALEXANDER - Atletismo
  • Seicheles - Rodney GOVINDEN - Vela
  • Senegal - Isabelle SAMBOU - Luta Olímpica
  • Serra Leoa - Bunturabie JALLOH - Natação
  • Sérvia - Ivana ANDUSIC MAKSIMOVIC - Tiro Esportivo
  • Singapura - Zi Liang Derek WONG - Badminton
  • República Árabe da Síria - Majd Eddin GHAZAL - Atletismo
  • Somália - Mohamed MOHAMED - Atletismo
  • Sri Lanka - Indrajith COORAY - Atletismo
  • Suazilândia - Sibusiso MATSENJWA - Atletismo
  • Sudão - Abdalla YOUSIF - Atletismo
  • Sudão do Sul - Guor MARIAL - Atletismo
  • Suécia - Therese ALSHAMMAR - Natação
  • Suíça - Giulia BATTULGA - Ginástica artística
  • Suriname - Soren OPTI - Badminton
  • Tadjiquistão - Dilshod NAZAROV - Atletismo
  • Tailândia - Ratchanok INTANON - Badminton
  • Taipé Chinesa - Isheau WONG - Hipismo
  • República Unida da Tanzânia - Andrew Thomas MLUGU - Judô
  • República Tcheca - Lukas KRPALEK - Judô
  • República Democrática de Timor-Leste - Francelina CABRAL - Ciclismo
  • Togo - Adzo Rebecca KPOSSI - Natação
  • Tonga - Pita Nikolas TAUFATOFUA - Taekwondo
  • Trinidad e Tobago - Kenshorn WALCOTT - Atletismo
  • Tunísia - Oussama MELLOULI - Natação
  • Turcomenistão - Merdan ATAYEV - Natação
  • Turquia - Riza KAYAALP - Luta Olímpica
  • Tuvalu - Etimoni TIMUANI - Atletismo
  • Ucrânia - Mykola MILCHEV - Tiro Esportivo
  • Uganda - Joshua E TIBATEMWA - Natação
  • Uruguai - Dolores MOREIRA FRASCHINI - Vela
  • Uzbequistão - Bakhopir JALOLOV - Boxe
  • Vanuatu - Yoshua SHING - Tênis de mesa
  • Venezuela - Ruben LIMARDO GASCON - Esgrima
  • Vietnã - Thanh an VU - Esgrima
  • Ilhas Virgens Americanas - Cy THOMPSON - Vela
  • Ilhas Virgens Britânicas - Ashley KELLY - Atletismo
  • Zâmbia - Mathews PUNZA - Judô
  • Zimbábue - Kirsty COVENTRY - Natação
  • Time Olímpico de Refugiados - Rose Lokonyen NATHIKE - Atletismo
  • Brasil - Yane MARQUES - Pentatlo moderno

Brasil

A delegação brasileira, anfitriã dos Jogos, foi a última a entrar, com 465 atletas. A bandeira brasileira foi carregada pela atleta do pentatlo moderno Yane Marques. Medalhista em Londres, ela é e única representante da modalidade a ser porta-bandeira de sua delegação em 2016.

A maior delegação brasileira na história das Olimpíadas, com 465 atletas, entrou animada, cantando e dançando ao som de Aquarela do Brasil e fechou o desfile das delegações de atletas.

Os atletas brasileiros entraram no Maracanã logo após o time olímpico dos refugiados, que compete representando a bandeira olímpica, e que foi bastante aplaudido pelo público.

Michel Temer

Depois dos desfiles, sob vaias e aplausos, o presidente interino Michel Temer declarou abertos os Jogos Olimpícos da Rio 2016. O presidente interino fez a declaração da tribuna de onde assistiu à cerimônia de abertura no Maracanã, após os discursos dos presidentes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Nuzman, e do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

"Após esse maravilhoso espetáculo, declaro abertos os Jogos Olímpicos do Rio", disse Michel Temer.

Conforme protocolo divulgado pela organização à imprensa na tarde de hoje (5), o nome de Temer deveria ter sido anunciado junto com o de Thomas Bach no início da cerimônia. Porém, isso não ocorreu. Depois do desfile das delegações de atletas, os presidentes do COI e do COB fizeram breves discursos e não mencionaram o nome do presidente interino ao cumprimentar as autoridades.

Procurado pela reportagem sobre o fato de o presidente interino não ter sido apresentado no início da cerimônia, como estava previsto no protocolo, o Palácio do Planalto informou que não iria se manifestar sobre o assunto.

Temer acompanhou a cerimônia ao lado de Thomas Bach e do secretário-geral das Nações Unidas, Ban ki-moon. O presidente interino aplaudiu de pé a entrada da delegação brasileira, a última a desfilar.

Final

Ao fim da apresentação de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta, a tocha olímpica, que viajou o país nos últimos meses, entrou no Maracanã nas mãos do ex-tenista Gustavo Kuerten.

Após desfilar sob muitos aplausos, Kuerten repassou a tocha à jogadora de basquete Hortência Marcari. A vencedora da medalha de prata com a seleção feminina em 1996 passou a pira ao ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, que acendeu a pira.

A chama olímpica vai ficar acesa até o final da Rio 2016.

Uma segunda chama será acesa no Boulevard Olímpico, localizado na região da Candelária, no centro do Rio de Janeiro. O local é um dos pontos de concentração do público na Rio 2016.

Todos os atletas que participam da cerimônia de abertura receberam uma semente ao entrar no campo. Essas sementes, de 207 espécies, serão plantadas no local em que hoje está instalado o Parque Radical, no Complexo Esportivo de Deodoro, onde será criada a Floresta do Atletas.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati