A cinco dias da eleição, protestos antirracistas eclodem nos EUA após nova morte

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Uma nova onda de protestos antirracismo estourou cinco dias antes da eleição presidencial dos Estados Unidos. Walter Wallace Jr. era um homem negro que foi baleado e morto por dois policiais de Filadélfia. A eleição está marcada para a próxima terça-feira (3).

Walter foi morto mais de uma dezena de vezes na última segunda-feira (26) sem nenhuma oportunidade defensiva. Ele carregava uma faca, mas estava longe da polícia e não representava uma ameaça iminente — o vídeo do assassinato provava isso. Segundo familiares, ele sofre de problemas mentais.

De acordo com relatórios da polícia local, os confrontos eclodiram na Filadélfia na noite de segunda-feira. Pelo menos 90 pessoas foram presas e roubadas esporádicas, levando milhares às ruas.

Além disso, segundo o balanço, 30 agentes ficaram feridos, um dos quais foi atropelado por um caminhão e quebrou a perna. Depois disso, a polícia anunciou que aumentaria a presença de agentes especiais em locais-chave para garantir a ordem.

Na quarta-feira, a cidade de Filadélfia emitiu toque de recolher para evitar novas manifestações entre as 21h (22h de Brasília) e as 6h desta quinta-feira (29). A medida pode ser estendida.

Esta cidade é a cidade mais populosa do estado de Pensilvânia. É a cidade mais controversa entre o candidato à reeleição Donald Trump e o candidato Joe Biden Partido Democrático.

Notícia Relacionada

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit