600 russos suspeitos de crimes de guerra, diz a principal promotora da Ucrânia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

1 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

A principal procuradora Ucrânia diz ter identificado mais de 600 russos suspeitos de crimes de guerra.

“Já foram iniciadas ações penais contra 80 dos suspeitos, que incluem militares de topo, políticos e agentes de propaganda da Rússia”, disse a Procuradora Geral Iryna Venediktova numa conferência de imprensa em Haia.

Além disso, Venediktova diz que Estónia, Letónia, Eslováquia, Lituânia e Polônia também estão a participar nas investigações, e que o grupo está a trabalhar com o Tribunal Penal Internacional, que começou investigar potenciais crimes de guerra russos em março.

“Devemos recolher e proteger tudo da forma correta. Deveria ser uma prova aceitável em qualquer tribunal”, disse Venediktova.

A Rússia tem negado constantemente ter como alvo civis após a sua invasão da Ucrânia a 24 de Fevereiro.

Notícia Relacionada

Fontes