51 mortes após desastre de ônibus no sul do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
União da Vitoria.
Campo Alegre.
Joinville.

16 de março de 2015

Um ônibus que transportava 60 passageiros que iam para um evento religioso no sul do Brasil, saído da cidade de União da Vitoria (no estado de Paraná) para Joinville (no estado de Santa Catarina), caiu de um penhasco na noite de sábado (14), apenas a 10 quilômetros de distância do destino final. Enquanto o veículo de passageiros estava na proximidade entre os municípios de Campo Alegre e Joinville, caiu junto com os passageiros em um barranco com uma profundidade de cerca de 400 metros, numa área arborizada.

A suspeita é que o motorista perdeu o controle do veículo após falha nos freios, enquanto se aproximava da curva, levando o ônibus a cair a 400 metros. A suspeita dessa falha nos freios foi divulgada por autoridades policiais ontem (15), no entanto, essa causa do acidente ainda não está confirmada, já que de acordo com as autoridades, uma investigação está em andamento para determinar as causas exatas do acidente.

Cerca de 100 bombeiros trabalham no resgate, além de quinze ambulâncias e um helicóptero estavam no local, embora, o acidente acontecido ao anoitecer, tornando o acesso à área difícil.

Há pessoas nas montanhas, no ônibus, presos nas ferragens. As chances de que nós ainda encontrar alguém vivo são mínimas.

Nelson Coelho, coronel da Polícia do Estado de Santa Catarina

As estradas que serpenteiam através da serra Dona Francisca são notoriamente perigosas, com 110 mortes nestas estradas nos últimos cinco anos, segundo a polícia. Em todo o país, com a Organização Mundial da Saúde afirma que 43.000 pessoas morrem anualmente em acidentes nas estradas congestionadas e mal conservados.

Reações

A presidenta Dilma Rousseff expressou suas condolências ao ouvir a notícia:

Nesta hora de dor do sofrimento, eu quero estender minha solidariedade às famílias e amigos que perderam seus entes queridos.

Dilma Rousseff, Presidenta do Brasil

O desastre teve repercussão internacional pelo elevado número de passageiros. Os primeiros funerais das vítimas que foram retiradas acontecem hoje (segunda-feira, 16) e os dias seguintes.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati