World Check:"Armas do Brasil para a Venezuela em voos da TAM"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de março de 2008

O serviço de informações usado por investidores chamado World Check publicou uma notícia em que alega que aviões do Brasil, da companhia aérea TAM, teriam agendados quatro voos secretos até a Venezuela para entregar armamentos de tipo desconhecido diretamente no palácio do governo venezuelano.

Segundo publicou a World-Check:"Quatro voos secretos estão agendados para a Venezuela, pelas Aerolíneas Brasileiras TAM, transportando 31,5 toneladas de armamentos fabricados no Brasil. O primeiro voo já chegou carregando 1,5 toneladas de armas; cada voo adicional está escalado para transportar dez toneladas cada um".[1]

Segundo o website da Word-Check o tipo do armamento é desconhecido mas pode-se estimar que entre 50 a 70 mil armas estariam nessas remessas. As armas, segundo o World-Check, seriam usadas para armar civis que apóiam o regime de Hugo Chávez, o que poderia desembocar numa situação de guerra-civil.

O World-Check então conclui que a Venezuela passa de um país considerado de "risco elevado" para investimentos a um país de "risco inaceitável". O Word-Check cita também o Equador e diz que os riscos de investimentos nesse país aumentaram.

Notícias relacionadas


Referências

  1. Ligação a um site em inglês http://www.world-check.com/articles/2008/03/02/yet-another-high-risk-indicator-venezuela-surfaces/ World-Check

Fontes