Visita a presos só será permitida com uso de máscara descartável

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

12 de agosto de 2009

Brasil

Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça determinou que a visita a presos só será permitida com o uso de máscara descartável. A Portaria nº 157, publicada na edição de hoje (12) do Diário Oficial da União, faz parte do conjunto de medidas para conter o avanço da influenza A (H1N1).

A máscara será obrigatória também para os servidores que mantenham contato direto com presos e visitantes. A medida entra em vigor hoje e vale até que as autoridades sanitárias declarem que não há mais risco de contágio.

Antes de entrar na área de segurança da unidade prisional, o visitante terá que lavar as mãos com água e sabão e, em seguida, usar solução de álcool 70%. Antes do contato com o preso, o visitante ou o advogado que apresentar sintomas da doença será avaliado por profissional de saúde da penitenciária, que deverá manter cadastro dos atendimentos prestados.

De acordo com a portaria, deverá procurar o serviço de saúde imediatamente o servidor ou o colaborador do presídio que apresentar febre igual ou maior a 38 graus Celsius e tosse ou dor de garganta associada a pelo menos dois dos seguintes sintomas: dispneia (dificuldade para respirar), cianose (coloração azulada da pele), dor torácica, calafrios, mialgia (dor nos músculos), artralgia (dor nas articulações), diarreia, vômitos, náuseas, prostração, inapetência, cefaleia e coriza.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati