Vettel vence a primeiro GP da temporada de Fórmula 1 de 2017

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

27 de março de 2017

Foi dada a largada para o mundial de Fórmula 1 2017 com o Grande Prêmio da Austrália disputado domingo dia 26 de março.

Ainda no sábado, houve o treino classificatório de deu a pole position ao britânico Lewis Hamilton que foi seguido pelo alemão Sebastian Vettel e pelo finlandes Valtteri Bottas no top-3. Completando os dez primeiros estavam Kimi Räikkönen, Max Verstappen, Romain Grosjean, Felipe Massa, Carlos Sainz, Daniil Kvyat e Daniel Ricciardo, respectivamente.

Já no domingo, pouco antes do início da prova, Ricciardo teve problemas em seu carro na volta de apresentação, obrigando o australiano largar dos boxes e com duas voltas de atraso. Por conta disso, na formação do grid aconteceu um erro de posicionamento dos carros e a primeira largada fora abortada.

As posições permaneceram as mesmas após a largada. O único incidente da primeira volta foi na curva 3, entre Marcus Ericsson e Kevin Magnussen. Os cinco primeiros eram Hamilton, Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen. Massa ganhou o lugar de Grosjean e foi para sexto. Nas primeiras voltas, corrida não teve ação. Os carros continuaram nas mesmas posições com pouquíssimas alterações. Duas voltas depois da largada, Ricciardo finalmente saiu dos boxes para participar da corrida, entretanto a prova do piloto da casa já estava comprometida.


Com 10 voltas completas, Vandoorne parava nos boxes, pois reclamava de falta de potência no motor. O belga ficou parado um bom tempo nos boxes e retornou para a pista. Palmer reclamava de problemas de freio. Grosjean era o sétimo quando acabou abandonando a prova na volta 15 com problemas de motor após parar nos boxes.

Na 18.ª volta, quando ocupava a liderança, Hamilton parou nos boxes para trocar os pneus ultramacios para os compostos macios, porém voltou em quinto lugar, preso atrás da Red Bull de Max Verstappen. Vettel, então, aproveitou-se para atrasar o pit stop e abriu a vantagem necessária para manter-se na ponta depois da parada. O alemão parou na volta 23 e retornou à frente da briga entre Hamilton e Verstappen. O erro estratégico da Mercedes deu a liderança a Vettel, que com as paradas de Bottas e Raikkonen, assumiu o primeiro lugar. Hamilton foi ficando para trás com o passar das voltas. Com distanciamento de Vettel, Bottas foi se aproximando do inglês. No entanto, o finlandês não chegou perto para atacar o parceiro.

Palmer abandonou a corrida na volta 17. Na volta 29, Ricciardo também abandonou a prova. Ocupando o décimo lugar até a parte final da prova, Fernando Alonso foi obrigado a abandonar no fim com problemas de suspensão. No giro 43, Lance Stroll, que vinha na 13a colocação, errou sozinho e foi para a área de escape, danificando muito o assoalho de seu Williams, obrigando-o a abandonar a prova.

O vencedor da corrida foi Sebastian Vettel, seguido de Lewis Hamilton e Valteri Bottas. Vettel concluiu a corrida em 1:24.11,670 horas, com uma vantagem 9,975 segundos à frente de Hamilton.

Não concluíram a prova o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), o francês Romain Grosjean (Haas), o britânico Jolyon Palmer (Renault), o sueco Marcus Ericsson (Sauber), o canadiano Lance Stroll (Williams), o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) e o espanhol Fernando Alonso (McLaren-Honda). Romain Grosjean Jolyon Palmer

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati