União Européia oferece ao Brasil acordo sobre etanol na OMC

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de julho de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A União Européia (UE) propôs ampliar o acesso ao mercado do álcool brasileiro. Mas, segundo o comissário europeu para o Comércio, Peter Mandelson, isso não teria gerado grande entusiasmo do chanceler brasileiro Celso Amorim. Em troca, a UE exigiria mais acesso aos mercados brasileiros.

'Surpreendentemente, devido à importância dessa questão em Brasília, [o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso] Amorim pareceu minimizar o valor de tal oferta para o Brasil'

—Peter Mandelson

O Brasil demonstrou seu desejo de incluir os biocombustíveis nas negociações da OMC para ter acesso mais fácil aos mercados americano e europeu. Segundo a agência de notícias Reuters, um diplomata disse que ela representaria a oportunidade de exportar quase 1,4 milhão de toneladas de etanol por ano para o bloco até 2020, sob uma tarifa menor do que o imposto-padrão, em torno de 40%.

Fontes