Uma tonelada de cocaína é incinerada em Fortaleza pela Polícia Federal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.
As categorias deste artigo foram atualizadas em 02:08, 5 novembro 2006 (UTC). Para maiores informações veja o histórico.

5 de janeiro de 2006

Brasil

Ontem (4), a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal incinerou cerca de uma tonelada de cocaína pura no Ceará.

Para incinerar a droga, a Polícia Federal usou os fornos da Companhia Industrial de Óleos do Nordeste (CIONE), do Bairro de Antônio Bezerra, em Fortaleza.

A droga que foi incinerada fazia parte do volume de entorpecentes apreendidos em Fortaleza (região metropolitana e municípios vizinhos) durante o ano de 2005. A quantidade de drogas apreendidas foi uma das maiores já feitas pela PF do Ceará nos últimos anos e superou o volume de apreensões de 2003. A PF apreendeu cerca de 1,5 toneladas de cocaína, 738 quilos de maconha e 16.170 comprimidos psicotrópicos. Em 2003, as autoridades tinham apreendido 192 quilos de cocaína, 466 quilos de maconha, seis frascos de lança-perfume e 995 unidades de psicotrópicos.

Em 2005, a PF prendeu 115 pessoas, das quais 15 não são brasileiras. Aparentemente a participação de estrangeiros no tráfico de drogas no Ceará caiu em 2005, quando comparado com 2004, ano em a PF deteve 39 estrangeiros num universo de 107 presos por tráfico.

A PF do Ceará espera em 2006 aumentar o número de apreensões. Uma nova unidade, o Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM) servirá para aumentar a fiscalização nos portos cearenses.

Fontes