Ucranianos protestam em memória dos mortos em Donbass

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Eu sou Volnovakha". Marcha da paz em memória das vítimas do terror "República Popular de Donetsk" em Kiév.

18 de janeiro de 2015

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Milhares de ucranianos em Kiev participaram passeatas de ontem em memória das vítimas dos militantes da República Popular de Donetsk em uma tragédia em 13 de Janeiro próximo a Volnovakha em Donetsk Oblast. Naquele dia, 13 (treze) pessoas em um ônibus foram mortos e 16 (dezesseis) ficaram feridas quando os separatistas atingiram o ônibus com um lançador de mísseis Grad perto de um posto de controle ucraniano.

As mesmas marchas também ocorreu em outras grandes cidades ucranianas, incluindo Odessa, Carcóvia (ou Kharkiv), Dniepropetrovsk e Zaporizhzhya, bem como algumas cidades nas regiões de Donetsk e Luhansk sob controle ucraniano.

Durante a marcha, em Kiev, Presidente Poroshenko prometeu retomar Donbass à Ucrânia, enquanto os participantes em Lutsk e Khmelnytsky pediram ao Governo ao reconhecimento da República Popular de Donetsk e República Popular de Luhansk oficialmente como organizações terroristas. Prefeito de Kiev, Vitali Klitschko disse:

Сюди прийшли ті, кому не байдужа проблема тероризму. Ті, хто хоче зупинити це зло.
(Aqui estão aqueles, que estão perturbados com um problema do terrorismo. Aqueles que querem acabar com este mal.)

Vitali Klitschko

A marcha terminou com uma oração pública para as vítimas do terror. O Arcebispo Máximo da Igreja Greco-Católica ucraniana Sviatoslav Shevchuk e o Patriarca de Kiev e Toda Rus’-Ucrânia Filaret, bem como representantes da Igreja Ortodoxa Ucraniana, Igreja Ortodoxa Autocéfala Ucraniana, Conselho Clerical dos Muçulmanos na Ucrânia, Igreja Apostólica Armênia participaram esta oração.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit