Trump será processado por receber verbas estrangeiras em suas empresas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Donald Trump e sua filha

Agência Brasil

7 de junho de 2017

Alguns dos procuradores-gerais de Washington e do estado de Maryland processarão o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram estes nesta segunda-feira, dizendo que ele violou as cláusulas anticorrupção da Constituição, pelo motivo de que ele aceitou milhões de dólares de governos estrangeiros em pagamentos para suas empresas, eles se basearão na matéria publicada nesse domingo pelo jornal americano The Washington Post.

Os dois procuradores-gerais, os dois democratas, baseiam a exigência em "milhões em pagamentos e benefícios de governos estrangeiros" que Trump recebeu desde que se mudou para a Casa Branca e levando em conta que ele optou por "conservar a propriedade de suas empresas" após assumir o cargo de presidente americano.

Trump transferiu o controle de suas empresas aos seus dois filhos, Donald Trump Jr. e Eric Trump, para evitar possíveis conflitos de interesse e ataques durante o tempo em que ocupar a presidência dos Estados Unidos.

Mas mesmo assim o procurador-geral do Distrito de Colúmbia, Karl A. Racine, e o do estado de Maryland, Brian Frosh, consideram que ele "quebrou muitas das promessas de se separar o dever público aos negócios privados, incluindo receber atualizações regulares sobre a saúde financeira das suas empresas".

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati