Trump acusa 'anarquistas profissionais' depois de protestos violentos em universidade

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Agência VOA

3 de fevereiro de 2017

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump condenou o que chamou de "anarquistas profissionais" depois de duas noites consecutivas de violentos protestos no "campus" da Universidade da Califórnia forçou um seu simpatizante a cancelar sua palestra esta semana. Trump fez o comentário em um tweet publicado sexta-feira.

Os protestos se tornaram rapidamente violentos na noite de quarta quando um grupo de cerca 150 agitadores mascarados se reuniu no campus universitário, em Berkeley, para protestar contra o discurso a ser dado por Milo Yiannopoulos, editor da "Breitbart News". O grupo de agitadores começou a disparar fogos de artifício contra a polícia, quebrando janelas do campus e usando cockteis Molotov para provocar incêndios. "Agitadores também atacaram alguns membros da multidão que foram resgatados pela polícia". A relações públicas UC Berkeley citou em um comunicado.

Numerosos protestos foram organizados em todo o país desde que Trump assumiu a presidência em 20 de janeiro. O maior deles foi o das "Marchas das mulheres", que atraiu 500.000 pessoas em Washington. A maioria destes tem sido pacíficos, mas alguns com pequenos grupos de manifestantes violentos, incluindo anarquistas vestidos de preto.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati