Trens são incendiados em Buenos Aires

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Uma formação da antiga linha Sarmiento sai da estação Merlo (Arquivo).

Província de Buenos Aires, Argentina • 7 de setembro de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Os passageiros protagonizaram na última quinta-feira (4), sérios incidentes na antiga linha Sarmiento de trens. Incêndaram duas formações estações Castelar e Merlo, entre 6hs e 10hs, quando o serviço é mais congestionado. Os passageiros também cortaram as vias, de modo que o serviço está suspenso.

Um problema elétrico em um dos trens provocou uma demora de 30 minutos que gerou a ira dos passageiros em Castelar. Então, começaram a lançar pedras contra as formações e o serviço foi interrompido. Depois, quase 400 pessoas começaram a cortar as vias e incendiar os trens. As 9 horas da manhã, apareceuram a infantaria de Buenos Aires para tentar controlar a situação.

Outro grupo queimou pelo menos outros 7 vagões ferroviários em Merlo, após a interrupção do serviço pelos incidentes anteriores em Castelar.

Operado pela empresa privada Trenes de Buenos Aires (TBA), Sarmiento é uma das principais linhas que ligam a zona oeste de conurbano Buenos Aires a Capital Federal.

No entanto, o serviço recebe muitas críticas. Nas "horas de pico" (na manhã e a tarde), as formações embaladas são repletas de passageiros. Além disso, as demoras são comuns em todo o serviço ferroviário da Grande Buenos Aires e muitos vagões estão em mau estado.

Já se havia sido apresentada incidentes nesta linha. No ano de 2005, uma formação completa foi incendiada, também por atrasos na estação Haedo. A estação foi destruída e os incidentes se extenderam ao centro da cidade.

Fontes