Travis Scott processado em mais de 1 milhão de dólares após tragédia em Houston

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

Uma ação legal foi movida após a tragédia do Festival Astroworld em que oito pessoas morreram e dezenas ficaram feridas, em Houston na noite de sexta-feira, dia 5 de novembro.

Segundo o canal de notícias americano, CNN, um espectador ferido durante o festival está processando o rapper e produtor Travis Scott, que foi o organizador do Festival Astroworld, bem como a empresa de entretenimento Live Nation, a promotora de shows Scoremore e outros envolvidos no evento.

No processo legal movido por Manuel Souza, lê-se que ele "sofreu graves lesões corporais quando a multidão descontrolada no show o derrubou e o pisou" e diz também que “os réus falharam em planear e conduzir o show de maneira segura”.

O processo continua: “Em vez disso, eles ignoraram conscientemente os riscos extremos de danos aos frequentadores dos concertos e, em alguns casos, encorajaram e fomentaram activamente comportamentos perigosos. A sua negligência grave causou ferimentos graves ao Requerente.”

O julgamento do júri é preferível para determinar o valor exato da indenização, conforme a ação, mas Souza pede uma "reparação monetária de mais de US$ 1.000.000".

Num comunicado enviado à CNN, a Live Nation, empresa responsável pela organização do Astroworld Festival escreveu: “De coração partido pelas vidas perdidas e pelos afectados no Astroworld na noite passada. Continuaremos a trabalhar para fornecer o máximo de informações e assistência possível às autoridades locais enquanto investigam a situação.”

Fonte



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit