Traficantes usavam carne bovina para enviar drogas do Brasil para Portugal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de setembro de 2005

Brasil

A Polícia Federal (PF) prendeu integrantes de uma quadrilha envolvida com o tráfico internacional de drogas. A quadrilha escondia cocaína em pedaços de carne bovina congelada, que eram depois enviadas para território português.

Sete integrantes da quadrilha já foram presos. A organização criminosa, investigada há pelo menos dois anos pela PF, agia no Brasil e em países da Europa, principalmente Espanha.

A ação policial para a prisão dos traficantes recebeu o nome de Operação Caravelas. Ela teve início dia 15 de agosto no Rio de janeiro e além da Coordenação Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal participou a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Superintendência no Rio de janeiro.

A quadrilha usava duas câmaras frigoríficas para esconder a droga. Ela era introduzida em carregamentos de carne bovina congelada, que eram em seguida exportados para Portugal.

A PF informou que foram apreendidas duas toneladas de cocaína. Estima-se que cada quilo da cocaína seria vendido em território europeu por até 35 mil dólares.

Alguns dos integrantes da quadrilha estão envolvidos também com lavagem de dinheiro.


Fontes