TikTok coletou irregularmente dados de usuários do Android

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O aplicativo de vídeos TikTok coletou dados de milhões de dispositivos Android, violando os termos de privacidade do Google. As informações coletadas permitiram que o aplicativo rastreasse os usuários, escreve o The Wall Street Journal.

Estamos falando dos endereços MAC — identificadores exclusivos atribuídos a cada equipamento de rede. De acordo com o jornal, o rastreamento dos usuários foi oculto por uma camada adicional de criptografia. Essas ações violam a política do Google que restringe a maneira como os aplicativos podem rastrear pessoas, e o TikTok não informou aos usuários sobre a coleta de dados.

A coleta de dados ocorreu por mais de um ano, em novembro de 2019 o TikTok interrompeu essa prática, escreve o jornal. O Google não comentou a situação e um porta-voz do TikTok disse que a versão atual do aplicativo não coleta endereços MAC.

A empresa chinesa ByteDance, proprietária do serviço TikTok, está sob pressão da Casa Branca por suspeitas que o aplicativo colete dados sobre funcionários do governo dos EUA e os transfira para China. O TikTok refuta todas as acusações.

O TikTok está sob suspeita não apenas nos Estados Unidos. A França também lançou uma investigação, devido a política de privacidade da plataforma. Segundo o representante da Comissão, a investigação foi iniciada com base em uma denúncia recebida em maio deste ano. O departamento não especificou por quem foi apresentada.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit