Termina quarentena em hotel de Hong Kong

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de maio de 2009

Uma semana após o Metropark Hotel de Hong Kong ser colocado em quarentena, devido à confirmação de que um dos seus hóspedes, um mexicano de 25 anos de idade, estava infectado com o vírus A (H1N1), terminou o período.

A medida, bastante criticada, tinha sido tomada como prevenção a possíveis infecções, confinando quase 300 pessoas. O mexicano, a quem foi dada a alta, ainda é o único caso confirmado do vírus em Hong Kong.

Embora a decisão do governo local de colocar tantas pessoas em quarentena foi ridicularizada, também tem sido defendida pelas autoridades sanitárias e especialistas no tema, pois o vírus veio do México, Estados Unidos e Canadá.

Aos afetados, as autoridades lhes ofereceram noites de hotel gratuito, entradas para parques e bilhetes de transportes. York Chow, Ministro da Saúde, disse que a cidade continuará tomando as medidas preventivas que sejam consideradas necessárias para impedir a propagação da doença e de proteger a população.

Além disso, na quinta-feira passada, 7 de maio, a China levantou a quarentena de sete dias imposta sobre os outros 128 passageiros que chegaram ao país no mesmo vôo para turistas no México.


Cquote1.png

Estamos satisfeitos. Me sinto libertado. As últimas horas têm sido muito duras.

Cquote2.svg
Javier Boada, empresário espanhol, nascido em Barcelona, posto em quarentena.




Fontes