Tanzanianos prestam homenagem ao falecido Presidente Magufuli

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Presidente da Tanzânia, Samia Suluhu Hassan, encabeçou este sábado, 20 de Março, as homenagens ao seu antecessor John Magufuli, que morreu repentinamente esta semana após uma doença envolta em mistério.

Os enlutados alinharam-se nas ruas de Dar es Salaam para se despedir do falecido Presidente, chorando e jogando pétalas de flores enquanto o caixão era transferido em carreata de uma igreja para o Estádio Uhuru, onde será velado.

Hassan, que prestou juramento na sexta-feira para se tornar a primeira mulher Presidente do país, liderou uma procissão do governo passando pelo caixão, que estava coberto com a bandeira da Tanzânia, e ofereceu as suas condolências à esposa de Magufuli.

"É muito cedo para você ir, pai. Você tocou nossas vidas e ainda precisávamos de você", disse uma enlutada, Beatrice Edward. "Perdemos o nosso defensor", disse outro, Suleiman Mbonde, um comerciante.

O governo anunciou na quarta-feira que Magufuli, 61, morreu de um problema cardíaco num hospital em Dar es Salaam, após três semanas desaparecido da vista do público.

A sua inexplicável ausência alimentou especulações de que o famoso líder céptico da Covid estava a ser tratado para coronavírus no exterior.

O principal líder da oposição, Tundu Lissu, insiste que as suas fontes disseram que Magufuli morreu uma semana antes de uma doença que ele havia minimizado.

Magufuli declarou que a oração livrou o país da Covid-19, recusou máscaras faciais ou medidas de bloqueio, parou a publicação de estatísticas de casos e defendeu a medicina alternativa, classificando as vacinas como "perigosas".

Mas em Fevereiro, com o aumento dos casos, o Presidente popularmente conhecido como "Bulldozer" reconheceu que o vírus ainda estava a circular.

Embora Hassan diga que assumirá de onde Magufuli parou, há grandes esperanças de que ela dê início a uma mudança no estilo de liderança do seu antecessor e todos os olhos estarão voltados para o tratamento da pandemia.

Uma veterana na política, de fala mansa, Hassan convocará uma reunião especial do partido governante Chama Cha Mapinduzi no sábado, onde a nomeação de um novo vice deverá ser discutida.

De acordo com a Constituição, a líder de 61 anos cumprirá o restante do segundo mandato de cinco anos de Magufuli, que não expira até 2025.

Ela anunciou um período de luto de 21 dias. O falecido Presidente será velado em vários locais da Tanzânia antes do seu enterro na próxima sexta-feira na sua cidade natal, Chato.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit