Talibã liberta 5 cidadãos britânicos sob custódia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

20 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Talibã do Afeganistão confirmou na segunda-feira que libertou vários britânicos depois de mantê-los presos por cerca de seis meses.

O porta-voz do governo talibã, Zabihullah Mujahid, disse em um post no Twitter que os homens foram detidos por violar as leis e tradições afegãs. Ele disse que eles foram entregues ao Reino Unido no domingo, após uma série de reuniões entre o Talibã e o governo do Reino Unido.

“Eles se comprometeram a aderir às leis do Afeganistão, às tradições e à cultura do povo, e não violá-las novamente”, acrescentou Mujahid.

O Ministério das Relações Exteriores britânico saudou a liberação e observou que os cinco homens viajaram para o país do sul da Ásia contra o conselho do governo do Reino Unido.

“Isso foi um erro”, disse um representante no comunicado.

“Em nome das famílias dos cidadãos britânicos, expressamos suas desculpas por qualquer violação da cultura, costumes ou leis afegãs e oferecemos sua garantia de boa conduta futura. O governo do Reino Unido lamenta este episódio.”

A secretária de Relações Exteriores britânica, Elizabeth Truss, escreveu no Twitter que os prisioneiros libertados “em breve se reunirão com suas famílias” e agradeceu aos diplomatas britânicos por seu papel em garantir sua libertação.

Nem o Talibã nem as autoridades britânicas divulgaram imediatamente os nomes ou outros detalhes sobre os britânicos libertados.

Em fevereiro, familiares e amigos de Peter Jouvenal, de dupla nacionalidade britânica-alemã, informaram que ele estava detido pelo Talibã.

Um comunicado da família na época observou que Jouvenal viajou pelo Afeganistão por décadas como cinegrafista freelancer da BBC e estava visitando o país para discutir investimentos na indústria de mineração afegã e conduzir negócios da família quando foi preso pelo Talibã em dezembro.

Fontes