Suposta corrupção redefine a ajuda dos EUA ao Triângulo Norte, afirmam especialistas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

As recentes denúncias que vinculam o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, às atividades de narcotráfico e corrupção condicionam as relações que o governo do presidente Joe Biden promove com os países do Triângulo Norte e podem afetar a ajuda oferecida pelos Estados Unidos para melhorar as condições sociais dos habitantes dos países da América Central e impedir a migração ilegal, dizem os especialistas.

Na verdade, a Casa Branca indicou que a estratégia dos EUA contra a corrupção na América Central será fundamental para a política de imigração. Para Adam Isacson, diretor do Programa de Supervisão de Segurança do Escritório de Assuntos Latino-Americanos em Washington (WOLA), "este é um momento muito sério".

Isacson disse que, embora o presidente Hernández de Honduras tenha sido vinculado ao narcotráfico e às atividades do crime organizado “… Ainda não vejo uma posição unificada. Na semana passada, o Departamento de Estado fez um relatório dizendo que Honduras é um bom parceiro na luta contra as drogas e que, embora tenha problemas de corrupção, está funcionando… e não menciona o presidente Hernández. Então eu não os vejo, neste momento, falando com a mesma voz”.

Em todos os momentos, tanto no Twitter quanto pessoalmente, o presidente hondurenho, Juan Orlando Hernández, rejeitou as acusações de supostas ligações com o narcotráfico e a corrupção, garantindo que criminosos e traficantes encontrassem a "chave mágica" referente ao processo que continua na promotoria de Nova York, enfatizando que “ninguém envolvido com o narcotráfico lutaria para aprovar a extradição”.

Enquanto isso, Honduras realiza uma primária presidencial marcada por denúncias de tráfico de drogas, enquanto o governo garante todo o apoio aos órgãos eleitorais e garante que o processo se desenrole em harmonia, paz e tranquilidade.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit