Sul do Brasil se prepara para terceira onda polar de 2021; frio pode ser extremo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Quem mora no Sul do Brasil, no Rio Grande do Sul, Santa Catarina (SC) e Sul do Paraná, não pode reclamar de ainda não ter sentido frio este ano. Fez, por exemplo, -5,5ºC em Urupema, SC, durante a primeira onda polar, entre o final de junho e início de julho, e -8,2ºC na mesma cidade durante a segunda, que se estendeu apenas entre os dias 19 e 22 de julho.

No entanto, uma nova onda polar, que seguirá a onda fria que causará chuvas hoje e amanhã, a partir de quarta-feira, pode provocar frio ainda mais extremo, alertam os meteorologistas. Há, inclusive, chance de neve e chuva congelada para quarta e quinta-feira.

“O frio será bastante forte no Sul do Brasil com marcas raramente vistas nos últimos anos em algumas cidades”, apontou a Metsul. O Climatempo afirma que pode ser o “maior frio do ano”, enfatizando que a mínima pode chegar a -8°C e -10°C nos pontos mais altos do Sul do Brasil.

A frente fria e depois a massa polar também passarão pela Argentina e o Uruguai antes de atingir o Brasil.

Frio avançará até o Norte

Segundo o Inmet, entre os dias 28 de julho e 01 de agosto o frio avançará pelo Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, podendo atingir, inclusive, o Sul da Região Norte e Centro-Sul da Região Nordeste.

Temperaturas negativas não estão descartadas no Sudeste.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit