Setembro Amarelo: Brasil registra cerca de 12 mil suicídios todos os anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de setembro de 2020

Mais uma campanha Setembro Amarelo vem chegando ao fim. Criada no Brasil em 2014, já que no dia 10 de setembro acontece o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a iniciativa da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP tem por objetivo prevenir e reduzir o número de suicídios no país. "São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias", alerta a ABP em seu website especial sobre o assunto (acesse aqui).

Em setembro de 2019, a OMS ainda alertava que, apesar dos esforços dos países, muito ainda precisava ser feito. "Apesar do progresso, uma pessoa ainda morre a cada 40 segundos por suicídio”, escreveu a entidade então.

A Organizçação também anunciou que "enquanto 79% de os suicídios no mundo ocorreram em países de baixa e média-renda, os de alta-renda tiveram a taxa mais alta, de 11,5 por 100.000 [habitantes]. Quase três vezes mais homens do que mulheres morreram por suicídio em países de alta-renda, em contraste com os de baixa-renda e países de renda média, onde a taxa é mais igual", completando que "o suicídio também foi a segunda causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos, depois dos acidentes rodoviários".

Faça o teste da HypeScience

A HypeScience disponibilizou no início deste mês um teste em seu website que pode ajudar as pessoas a descobrirem se estão com depressão. Para fazer o teste, basta clicar no link https://hypescience.com/teste-de-depressao/ e responder algumas perguntas. "Este teste foi criado como ferramenta para determinar se você precisa buscar ajuda profissional para suas aflições. Sugerimos que procure um profissional da saúde mental, dependendo do resultado; uma psicóloga, psiquiatra, o CRAS da sua região ou o departamento de psicologia de alguma universidade. É possível receber tratamento gratuito para depressão no CRAS ou a preços simbólicos nas universidades", alerta da HypeScience.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com