Seqüestrador capturado na Venezuela é líder das FARC

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de março de 2005

Porta-vozes do governo venezuelano confirmaram que o seqüestrador de Maura Josefina Villarreal, mãe de Ugueth Urbina, jogador venezuelano de beisebol que atua nos Estados Unidos da América, é o comandante da unidade 16 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC-EP) conhecido como el Chigüiro.

Chigüiro foi capturado em fevereiro de 2005 e para sua identificação foi enviada à Venezuela uma comissão de autoridades da Colômbia. Agora que foi identificado, espera-se sua extradição para a Colômbia, onde possa ser julgado pelos crimes de seqüestro e assassinato dos missionários norte-americanos Sthephen Everet e Thimoty Dike, em 1995.

Vários jogadores venezuelanos da Grande Liga de Beisebol Americana, disseram que o seqüestro é uma nova realidade com a que têm que aprender a viver. Contudo nenhum deles manifestou estar tão preocupado a ponto de não querer regressar mais a seu país de origem.

Há vários anos criadores de gado venezuelanos, nas regiões fronteiriças com Colômbia, denunciam ser vítimas de extorsão por parte das FARC. No entanto, só até agora se tem confirmação, por parte do governo venezuelano, de que estas atividades de extorsão são realizadas pelas FARC na Venezuela. Segundo as autoridades colombianas, Chigüiro está também envolvido em intercâmbio de drogas por armas com narcotraficantes brasileiros e na compra na Venezuela de armas para a guerrilha.

Fontes