Senadores decidem fazer nova votação para presidente

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de fevereiro de 2019

Brasil — Na tarde de hoje (2), os senadores resolveram realizar uma segunda eleição para presidente do Senado, após as confusões registradas na primeira votação. Durante a contagem dos votos, foram encontrados 80 envelopes nas urnas e outros dois votos soltos, o que levou a suspeita de fraude. O número total de senadores é 81.

Depois de decidir realizar uma nova eleição, os envelopes da primeira votação foram rasgados.

Antes da votação, foi contestado se ela seria aberta ou secreta. A maioria dos parlamentares preferia que os votos fossem públicos, mas o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu permanecê-los em segredo.

Seis senadores concorrem à Presidência do Senado: Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Espiridião Amin (PP-SC), Fernando Collor (Pros-AL), Renan Calheiros (MDB-AL), Reguffe (sem partido-DF).

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com