Seleção de futebol do Chile derrota o Equador por 2 a 0 na Copa América 2015

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


11 de junho de 2015

Na sua estréia, o local derrotou o Equador por dois gols a zero. O partido corresponde ao grupo A do torneio foi disputada no Estádio Nacional, em Santiago do Chile.

Com esta derrota, os equatorianos estão com 20 anos sem uma vitória na abertura do evento.

A equipe tricolor é liderada por Gustavo Quinteros, nacionalidade argentino-boliviano. Pela primeira vez conseguiu defender ataques dos chilenos, mas não poderia ajudar na segunda metade de cima do muro caindo por meio de muitos convertido por Arturo Vidal e Eduardo Vargas, 67' e 84', respectivamente.

E no minuto de jogo, a equipe chilena atacado por Alex Sanchez, mas por causa da marca requer Frickson Erazo o leilão não tem o poder necessário para se tornar perigoso. O próprio Sanchez, em um outro movimento, tentou virar por um chapéu, mas o guardião Alexander Dominguez ficou com a bola e com o desejo de converter tanto a frente.

A equipe da América Central tentou atacar e chegar ao arqui-inimigo, atacar pela direita, mas a defesa chilena e espaços não fechados frente Enner Valencia e Miler Bolanos para dominar a bola. Aos 18', o goleiro chileno deve enfrentar Martinez roubou uma bola quando o jogo recomeçou após uma falta. Mas a marca de meia hora a dupla Sanchez Valdivia reapareceu com toques curtos e os centros de defesa do Equador deve se esforçar para não chegar aos pés ansiosos para abrir os grevistas chilenos marcar.

O início da segunda metade mostrou um Equador muito mais agressivo, procurando especificar qualquer ação de perigo, com destaque para o desempenho do jogador Ener, foi mesmo elogiado pela imprensa chilena, vários metros atrás foi posicionado para criar oportunidades para seus companheiros de equipe pode chegar com perigo a área do adversário e pôr em perigo o goleiro Bravo.

Aos 67', Chile a uma tentativa de chegar à área do adversário, que levou Bolanos derrubar Vidal dentro da área, pênalti claro sancionada por Nestor Pittana. A penalidade máxima foi executada por isso tão precisa Vidal fazendo com que a abertura do marcador. O sorteio poderia ter chegado 81 minutos por um homem de cabeça Enner que colidiu com a horizontal. Aos 84', veio o segundo e último gol de Renato Ibarra erro que entregou a bola mal e permitiu Dominguez estabelecer arqueiro clara.

Formações[editar]

Chile: Claudio Bravo, Maurícia, Gary Medel, Gonzalo Jara, Eugenio Mena, Arturo Vidal, Marcelo Diaz, Charles Aranguiz, Jean Beausejour, Jorge Valdivia e Alexis Sanchez. DT: Jorge Sampaoli.

Equador: Alexander Dominguez, Juan Carlos Paredes, Christian Noboa, Jefferson Montero, Fidel Martinez (Renato Ibarra, 75m), Walter Ayovía, Osbaldo Lastra (Pedro Quinonez, 64m), Gabriel Achillier, Alexander Dominguez, Miller Bolaños e Enner Valencia. DT: Gustavo Quinteros.

Árbitro: Nestor Pittana (Argentina)

Fontes[editar]