Reuters acusa hackers russos de atacar candidato à presidência dos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Microsoft alertou recentemente uma empresa de consultoria que atende a equipe de campanha do candidato presidencial democrata Joe Biden sobre ataques de hackers supostamente trabalhando para o governo russo. O anúncio foi feito na quinta-feira, 10 de setembro, pela agência de notícias Reuters.

Nos últimos dois meses, os criminosos tentaram atingir a empresa SKDKnickerbocker, sediada em Washington, que lida com estratégia de campanha e comunicações para Biden e outros membros do Partido Democrata dos Estados Unidos. De acordo com a fonte, as tentativas dos invasores de penetrar nas redes corporativas da SKDKnickerbocker foram malsucedidas. “Elas [redes corporativas] estão bem protegidas, então não houve vazamento”, disse a fonte.

Representantes da SKDKnickerbocker e da Microsoft não quiseram comentar a situação. A sede da campanha de Biden não respondeu ao pedido da Reuters.

Pouco antes dos ataques à campanha eleitoral de Biden, os serviços de inteligência dos EUA deram o alarme sobre possíveis tentativas de governos estrangeiros de interferir nas eleições presidenciais, que devem ocorrer em novembro deste ano.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com