Restos fossilizados de pequeno dinossauro redescoberto no Canadá

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Modelo da garra de um dromaeosaurio, NHM.

18 de março de 2009

Canadá

Cientistas de Alberta, Canadá, haviam descoberto uma nova espécie de dinossauro que permaneceu escondido por quase 25 anos. A descoberta foi publicada em Proceedings of the National Academy of Sciences.

As medidas do fóssil, os menor descoberto na América do Norte, são de 50 centímetros de altura, o dromaeosaurio pesava cerca de 2 quilogramas quando ele estava vivo, tamanho cerca de um gato doméstico. Os cientistas acreditam que comia insetos e outros dinossauros menores. Estima-se que viveu no final do Cretáceo tardio , aproximidamente cerca de 75 milhões de anos.

O fóssil foi descoberto em 1982 por Elizabeth Nicholls, uma paleontológica canadense que morreu em 2004. O fóssil nunca foi estudado desde a descoberta dos anos 80 até a redescoberta em um arquivo da Universidade de Alberta, em 2007.

Segundo Nick Longrich, um associado da divisão de investigação de paleontologia do Departamento de Ciências Biológicas de Calgary e um dos cientistas que publicaram o relatório:

O Hesperonychus é o dinossauro conhecido mais pequeno da América do Norte. [Isso] nos brinda a oportunidade de descobrir outros [dinossauros] mais pequenos esperando para ser encontrados, esta criatura [alada] passava a maior parte do tempo no chão.
'


"Hesperonychus elizabethae" é uma espécie da família Dromaeosauridae e está relacionado com Velociraptor. Esta criatura, precursor das aves de sangue quente, caminhava sobre duas pernas como o Velociraptor. O nome Elizabethae foi escolhido em homenagem ao Nicholls.

Fontes