Rede de Recuperação de Ativos amplia cooperação para América Latina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de novembro de 2014

América Latina

A Rede de Recuperação de Ativos do Grupo de Ação Financeira da América Latina (RRAG/Gafisud), organização intergovernamental criada para reforçar o combate à lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo, vai estender sua rede de comunicação para cooperação entre os países-membros. Há, atualmente, uma plataforma eletrônica de uso entre os nações da América do Sul, usada no intercâmbio de informações em ambiente seguro. Agora, essa plataforma será expandida para os países da América Latina.

“É um sistema informatizado em que cada país insere os dados que tenha. Essa plataforma facilita a cooperação entre os países-membros”, explicou o secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão, à Agência Brasil. “Caso a Justiça brasileira determine a retenção de bens de um investigado, o Brasil pode soltar essa informação na plataforma e outros países checam se o investigado tem bens em seus territórios, podendo retê-los”, exemplificou.

O encontro entre representantes de países-membros da (RRAG/Gafisud) será encerrado amanhã (7). No evento, peritos jurídicos e autoridades de persecução penal, que lidam com o rastreamento, congelamento, bloqueio e confisco de ativos ilícitos, podem trocar informações e experiências sobre o tema. “[As reuniões] são pontos de contato para aprimorar a cooperação entre os países. A reunião ajuda a acelerar o diálogo, e serve para que haja uma comunicação direta por meio de acordos bilaterais e unilaterais”, concluiu Abrão.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati