Ramos-Horta volta ao Timor Leste após atentado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Ramos-Horta, em dezembro de 2006.

17 de abril de 2008

O presidente do Timor Leste, José Ramos-Horta, retornou ao país depois de dois meses na Austrália para se tratar dos ferimentos sofridos em um atentado, ocorrido em 11 de fevereiro.


Cquote1.png

Estou feliz de estar de volta

Cquote2.svg




Uma parada militar recebeu Ramos-Horta quando ele desceu do avião no aeroporto de Díli e um forte esquema de segurança foi montado para a recepção de Ramos-Horta pelo primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, e pelo ex-chefe do governo Mari Alkatiri.

"Peço a Gastão Salsinha que não continue escondido na selva e que se entregue em breve à Igreja ou às autoridades. Não quero que mais ninguém morra", disse Ramos-Horta, quase entre lágrimas, ainda no aeroporto. O líder timorense agradeceu ainda a Fernando Lasama de Araújo, que o substituiu interinamente na chefia do Estado, pela "enorme serenidade e integridade" com que desempenhou suas funções.


Fontes