Radovan Karadzic é preso na Sérvia, acusado de genocídio na Bósnia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Radovan Karadžić

22 de julho de 2008

O ex-presidente servo-bósnio Radovan Karadzic, envolvido em massacres contra civis durante a Guerra da Bósnia, foi preso e será entregue ao tribunal de Haia, disse o governo da Sérvia nesta segunda-feira. O gabinete do presidente Boris Tadic declarou que Karadzic foi levado perante um juiz da Corte para Crimes de Guerra da Sérvia, procedimento legal que indica que ele deve ser extraditado em breve para a Corte para Crimes de Guerra da ONU em Haia, Países Baixos.

Ele havia sido condenado por crime de guerra pelo Tribunal Penal Internacional em julho de 1995 por ter autorizado o ataque a civis durante o cerco de 43 meses a Sarajevo.


Fontes