Quase um terço das espécies conhecidas em vias de extinção

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de novembro de 2009

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) divulgou a mais recente versão da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, onde informa que quase um terço das espécies conhecidas encontram-se em vias de extinção. Segundo a IUCN, 17.291 das 47.677 espécies avaliadas encontram-se ameaçadas de extinção.

As Nações Unidas declararam 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade.

Dos 5.490 mamíferos conhecidos, a IUCN considera 79 espécies estão extintas ou extintas na natureza, com 188 em perigo crítico, 449 em perigo e 505 vulneráveis. 469 de répteis estão ameaçadas de extinção e 22 já estão extintas ou extintas no estado selvagem. Nos anfíbios, a actualização mostra que em 6.285 espécies conhecidas, 1.895 estão em perigo de extinção, tornando-as mais ameaçadas, o grupo de espécies conhecidas até à data, 39 já se enocntram extintas ou extintas na natureza, 484 estão criticamente em perigo, 754 estão ameaçadas e 657 são vulneráveis.

Nas plantas, das 12.151 que constam na Lista Vermelha da IUCN, 8.500 estão ameaçadas de extinção, com 114 já extintos ou extinta na natureza.

Há 7.615 invertebrados na Lista Vermelha da IUCN este ano, 2.639 dos quais estão ameaçadas de extinção. Os cientistas acrescentaram 1.360 libélulas e libelinhas, elevando o total para 1.989, dos quais 261 estão ameaçadas, adicionando igualmente 94 moluscos, elevando o número total avaliado para 2.306, dos quais 1.036 estão ameaçadas.

Há agora 3.120 peixes de água doce na Lista Vermelha da IUCN, até 510 espécies em relação ao ano passado

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com