Promotores brasileiros afirmam que dinheiro de parceria MSI-Corinthians vem da máfia russa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de abril de 2005

Brasil — O dinheiro que está a vir para o popular clube de futebol Sport Club Corinthians Paulista, do Brasil, proveniente da parceria com a empresa MSI é da máfia russa. A parceria está a servir para lavagem de dinheiro. Essas são as conclusões dos promotores de justiça do Ministério Público de São Paulo, segundo declarações emitidas por eles nesta quinta-feira, 14 de abril, à tarde.

O promotor de justiça Roberto Porto disse:"Estamos combatendo a máfia russa, eles tem experiência no que estão fazendo."

Existe suspeita de que o presidente da MSI no Brasil, o iraniano Kia Joorabchian, esteja envolvido com o russo Boris Berezovsky e Badri Patarkatsishvili, da Geórgia, que já foram condenados na Rússia por crimes graves de fraude e corrupção.

A MSI é a empresa que está a financiar as contratações de jogadores do time do Corinthians. Uma das últimas contratações feitas para o clube foi do argentino Carlos Tevez, do Boca Juniors, que foi a mais cara contratação feita por um clube brasileiro nos últimos tempos.

Segundo os promotores, o relatório da investigação será encaminhado para o Ministério Público Federal para que sejam tomadas as providências necessárias.

Kia Joorabchian da MSI disse: "Eles usaram várias informações já conhecidas e só falaram do Boris Berezovski, não provaram nada contra mim e a MSI."

Fontes