Previsão de 50ºC de temperatura para o Rio Grande do Sul deixa meteorologistas céticos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

9 de janeiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Que calor! Pelo menos é o que dirão os gaúchos esta semana se a previsão do modelo norte-americano GFS (Global Forecasting System, operado pela NOAA) se confirmar. Segundo este modelo, a temperatura no estado pode chegar a – históricos e perigosos – 50ºC, temperatura mais comum em desertos do Oriente Médio.

No entanto, alguns meteorologistas estão céticos quanto a este número. Stael Sias, da Metsul, é uma delas e explicou que estes modelos matemáticos são "dados brutos", que precisam ser analisados por especialistas. "Muitas vezes, os meteorologistas daqui e do exterior já observaram tais simulações indicarem muitos dias antes cenários fora da realidade como, por exemplo, múltiplos furacões simultâneos no Atlântico que jamais se concretizaram. Ou nevascas nos Estados Unidos com acumulações imensas que jamais ocorreram. A tecnologia de modelagem numérica avançou muito e é uma revolução na previsão do tempo, mas imperfeita", afirmou.

Segundo o portal do jornal El Clarín, a meteorologista Cindy Fernández, do SMN (Servicio Meteorológico Nacional), também "baixou o tom" para estes prognósticos, após o website Windy causar alarme devido noticiar uma onda de calor extremo que poderia transformar a Argentina no lugar mais quente do planeta esta semana.

Onda de calor

Certo é que uma nova onda de calor está confirmada para grande parte do Rio Grande do Sul, Argentina, Paraguai e Uruguai. Neste último país, o Inumet monitora a situação, principalmente porque com o calor, que deve ficar mais forte entre os dias 11 e 14 próximos, também há o alerta para a baixa umidade do ar, que deve piorar uma situação dos incêndios florestais que atingem o país há várias semanas, já que devido ao La Niña tem chovido pouco numa extensa área no centro-sul da América do Sul.

O Inmet do Brasil alertou para possíveis 45ºC em cidades da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, enquanto o SNM da Argentina alertou para temperaturas de 35°C em grande parte do país. Leonardo De Benedictis, meteorologista do Meteored Argentina, afirmou que em Santiago del Estero, Chaco, Formosa e Salta as temperaturas poderiam chegar a 48ºC.

No Paraguai, segundo boletim do Centro Metorológico Nacional - DHM, Concepción, San Pedro, Caacupé, San Juan Bautista, Paraguarí, Ciudad del Este, Pilar, Salto del Guairá, Pozo Colorado, Fuerte Olimpo e Mariscal José Félix Estigarribia estão entre as cidades que devem ter temperaturas entre 35 e 38ºC.

Cuidados durante o calor

O SNM e Estael Sias alertaram para o fato de que o calor pode afetar a saúde, principalmente de algumas pessoas, como obesos, idosos e crianças pequenas. Com isto, o SNM recomendou alguns cuidados, que incluem:

- evitar sair de casa, para não se expor às altas temperaturas, principalmente nos horários de sol mais forte;

- manter a casa fechada, para evitar a entrada do calor e manter o ambiente fresco;

- tomar bastante líquido, principalmente água;

- consumir comidas leves, à base de frutas, verduras e legumes;

- usar roupas leves.

Em caso de mal estar geral, desmaio, vômito e confusão mental, que podem ocorrer com a exposição prolongada ao calor, é preciso procurar assistência médica imediatamente, informa o SNM.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit