Presos neonazistas que planejavam matar Obama

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
USA Flag Map.svg
Eleições EUA 2008

28 de outubro de 2008

Agentes federais dos Estados Unidos afirmaram ter frustrado os planos de dois skinheads neonazistas que pretendiam assaltar uma loja de armas e atacar uma escola cuja maioria dos alunos é negra, além de assassinar o candidado democrata à Casa Branca, Barack Obama, e 102 "não-caucasianos".

Segundo a agência Reuters, Daniel Cowart, 20, e Paul Schlesselman 18, estão detidos sem fiança e foram acusados em um processo criminal de fazer ameaças a um candidato presidencial, posse ilegal de armas e conspiração para assaltar uma loja de armas.


Cquote1.png

Os indivíduos começaram a discutir a promoção de uma 'matança' que incluiria o assassinato de 88 pessoas e a decapitação de 14 afro-americanos", disse Weaks no depoimento. (...)Eles declararam que seu ato final de violência seria uma tentativa de matar/assassinar o candidato presidencial Barack Obama

Cquote2.svg
Brian Weaks, agente especial do Escritório de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos.




Fontes