Presidentes dos EUA e Turquia prometem reforçar luta contra o Estado Islâmico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de outubro de 2014

Estados Unidos

Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, se comprometeram a reforçar a luta contra a organização do Estado Islâmico, informou hoje (19) a Casa Branca. Os dois dirigentes conversaram ontem à noite (18) sobre "a Síria e as medidas que podem ser tomadas para controlar os avanços do Estado Islâmico", diz comunicado divulgado pela Casa Branca. Obama e Erdogan concordaram em "continuar a colaborar estreitamente para reforçar a cooperação contra o Estado Islâmico", acrescentou o documento.

Bandeira do Estado Islâmico

Barack Obama agradeceu à Turquia por "acolher mais de 1 milhão de refugiados, dos quais milhares de Kobane", a cidade curda síria na fronteira turca que os jihadistas ultrarradicais sunitas tentam conquistar. As relações entre os EUA e a Turquia ficaram tensas desde que Ankara se mostrou relutante em se comprometer com apoio militar no âmbito da coligação internacional contra o Estado Islâmico.

O presidente turco rejeitou hoje os pedidos para que seu país forneça armas aos combatentes curdos na Síria, acusando o principal partido curdo naquele país (Partido da União Democrática) de ser uma "organização terrorista", ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão. Os dois países também trataram da "necessidade de continuar a colaboração estreita para consolidar a paz e a estabilidade no Afeganistão". Fale com a Ouvidoria Tags

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati