Presidentes dos EUA e Turquia prometem reforçar luta contra o Estado Islâmico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de outubro de 2014

Estados Unidos

Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, se comprometeram a reforçar a luta contra a organização do Estado Islâmico, informou hoje (19) a Casa Branca. Os dois dirigentes conversaram ontem à noite (18) sobre "a Síria e as medidas que podem ser tomadas para controlar os avanços do Estado Islâmico", diz comunicado divulgado pela Casa Branca. Obama e Erdogan concordaram em "continuar a colaborar estreitamente para reforçar a cooperação contra o Estado Islâmico", acrescentou o documento.

Bandeira do Estado Islâmico

Barack Obama agradeceu à Turquia por "acolher mais de 1 milhão de refugiados, dos quais milhares de Kobane", a cidade curda síria na fronteira turca que os jihadistas ultrarradicais sunitas tentam conquistar. As relações entre os EUA e a Turquia ficaram tensas desde que Ankara se mostrou relutante em se comprometer com apoio militar no âmbito da coligação internacional contra o Estado Islâmico.

O presidente turco rejeitou hoje os pedidos para que seu país forneça armas aos combatentes curdos na Síria, acusando o principal partido curdo naquele país (Partido da União Democrática) de ser uma "organização terrorista", ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão. Os dois países também trataram da "necessidade de continuar a colaboração estreita para consolidar a paz e a estabilidade no Afeganistão". Fale com a Ouvidoria Tags

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati