Presidente iraniano diz que Israel deveria ser movido para a Europa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de dezembro de 2005

Mapa do Irã

O presidente do Irão, Mahmoud Ahmadinejad, que certa vez disse que Israel deveria ser "varrido do mapa", disse agora que o estado judeu deveria ser movido para a Europa e questionou se o Holocausto realmente aconteceu. Em uma entrevista para o canal Iraniano 'Al-Alam', Ahmadinejad disse que, se a Alemanha e a Áustria se sentem culpados pelo massacre dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial, eles deveriam abrigar o estado de Irael em seu próprio território.

"Alguns países europeus insistem em dizer que, durante a segunda guerra mundial, Hitler queimou milhões de judeus e os colocou em campos de concentração", falou Ahmadinejad. "Qualquer historiador, comentarista ou cientista que duvide disso é levado para a prisão e condenado. Embora não aceitemos essas afirmações [do Holocausto], se considerarmos que elas são verdadeiras…"

Em seu discurso, ele seguiu então dizendo (de acordo com Reuters e Rediff) que, se os europeus fossem honestos, deveriam então dar algumas de suas províncias, como as da Alemanha, da Áustria ou de outros países, para que os Sionistas pudessem estabelecer seu estado na Europa.

Israel condenou as afirmações de Ahmadinejad como "indecentes e até racistas", dizendo que os comentários vão de encontro a leis internacionais que reconhecem o direito de Israel de existir. Os Estados Unidos descreveram os comentários como "apelativos e repreensíveis".

Fontes